• the shopping
  • TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner

Notícias Itainópolis

06 de maio de 2017

Itainópolis vira um canteiro de obras inacabadas

Itainópolis vira um canteiro de obras inacabadas

Os projetos têm custos altos, mas sua execução fica pela metade

Pequena e pobre que é, Itainópolis não tem arrecadação expressiva que possibilite investimento em grandes obras. O município sobrevive praticamente do repasse de verbas federais, através do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), Fundeb e outros. Para construção de grandes obras, somente adquirindo dos governos federal e estadual. Foi assim com o estádio, as escolas padrão FNDE, a Praça da Juventude, as UBS e o asfalto que liga a cidade a Picos. Entretanto, todas essas obras estão pela metade, exceto a recuperação do asfalto, que nem teve início ainda.

O estádio é uma obra federal adquirida através de emenda parlamentar. Já tem nome e até foi inaugurado duas vezes. No entanto, está inconcluso. Faltam o gramado, os refletores e outras coisas. Sem um vigilante no local e com livre acesso para qualquer pessoa, a obra de R$ 292.500,00 está sendo depredada. Flagramos ali uma galeria descoberta, vidraças quebradas, fechaduras arrombadas, pia retirada e uma sujeira que retrata o abandono do patrimônio público. Até mesmo uma bola foi esquecida no local, onde está acontecendo um torneio municipal.

Outras duas obras federais que também estão paradas são as duas escolas padrão FNDE, uma situada na localidade Maxixe e outra situada na cidade, ao lado do estádio, para a qual o Ministério da Educação destinou R$ 1.018.248,63 e previu entrega da obra em fevereiro deste ano. Segundo nos informou um morador vizinho, a construção, suspensa já há algum período, recebeu material esta semana, o que sugere que deverá ser retomada logo.

Já o caso da Praça da Juventude é mais grave de todos. Orçada em R$ 975.000,00, a obra federal está sendo alvo do vandalismo. Gradeado arrebentado, portão arrancado e furtado, portas arrombadas, banheiros depredados e dependências sujas de fezes humanas. Assim se encontra uma obra inacabada, invadida pelo mato e frequentada por animais.

Outros dois elefantes brancos federais são as Unidades Básicas de Saúde, uma construída na localidade Vila Barbosa e outra, na cidade. Esta última tinha término previsto para abril de 2015, mas está com problemas de regulamentação do terreno, cujo processo está tramitando na Justiça, segundo nos informou Fábio Dias, filho de Joaquim Leal dos Santos, um dos sócios do terreno e presidente da ACRI – Associação Clube Recreativo Itaim. Logo que foram interrompidos os trabalhos da construção de R$ 405.990,01, parte do material que havia no pé da obra foi levado de volta.

Por várias vezes o governador Wellington Dias anunciou a restauração da PI 245, no trecho que liga Itainópolis a Picos. Mas, até agora, tudo o que foi feito não passou do alargamento de parte dos acostamentos. Nas últimas semanas, foram demitidos funcionários contratados pela Jurema, construtora licitada para o serviço. Orçada no valor de R$ 8.864.509,45, a obra está parada e sem anúncio para a execução. O único indício de obra que pode ser visto por quem trafega pela pista são máquinas paradas no acampamento.

Sobre as obras federais, procuramos ouvir o responsável pela execução das mesmas, mas não tivemos retorno. Já sobre o asfalto – obra estadual –, apuramos que a atual situação da pista exigiu para o orçamento um aditivo, que (segundo nossa fonte) está sendo providenciado.



20 de março de 2017

Prefeitura de Itainópolis lança edital de teste seletivo

Prefeitura de Itainópolis lança edital de teste seletivo

Inscrições poderão ser feitas até o dia 10 de abril

A Prefeitura Municipal de Itainópolis lançou nesta segunda-feira (20) o edital do teste seletivo que acontecerá em abril e que já havia sido anunciado no Diário Oficial dos Municípios no início de fevereiro.

Confira link do DOM: <http://www.diarioficialdosmunicipios.org/intranet/_lib/file/doc/pdfs/3266%20/DM_3266_366_Itainopolis_Portaria_082-17_pag_109.pdf>

Segundo o edital, não haverá prova de títulos. O teste consistirá apenas em uma prova objetiva, a ser aplicada no dia 16/04/2017, das 8h00 às 12h00, em Itainópolis.

Edital:

<http://www.crescerconcursos.com.br/files/2017/03/20/cd216e406d7b28f7e00dc1e6cbd5444c.pdf>

As inscrições poderão ser feitas do dia 20/03 ao dia 10/04/2017 no site da Crescer Consultorias, empresa responsável pelo teste.

Inscrições:

<http://www.crescerconcursos.com.br/concursos/101/prefeitura-municipal-de-itainopolis-pi>

Os valores das inscrições são: R$ 35,00, para os cargos de nível fundamental; R$ 40,00, para os cargos de nível médio e R$ 80,00 para os cargos de nível superior. Para cada um dos cargos há apenas uma vaga.

Lista de Cargos

Nome

 Valor da Taxa

101 | AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

R$ 35,00

102 | AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

R$ 35,00

103 | MOTORISTA CNH CATEGORIA D - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

R$ 35,00

104 | AUXILIAR ADMINISTRATIVO - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

R$ 40,00

105 | TÉCNICO LABORATORIAL - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

R$ 40,00

106 | AUXILIAR DE ENFERMAGEM - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

R$ 40,00

107 | AUXILIAR DE DENTISTA - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

R$ 40,00

108 | AGENTE DE ENDEMIAS - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

R$ 40,00

109 | ATENDENTE - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

R$ 40,00

110 | MÉDICO (PSF) - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

R$ 80,00

111 | ENFERMEIRO (PSF) - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

R$ 80,00

112 | CIRURGIÃO DENTISTA (SB) - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

R$ 80,00

113 | FARMACÊUTICO - NASF - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

R$ 80,00

114 | FISIOTERAPEUTA NASF - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

R$ 80,00

115 | PSICÓLOGO NASF - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

R$ 80,00

116 | NUTRICIONISTA NASF - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

R$ 80,00

117 | ASSISTENTE SOCIAL NASF - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

R$ 80,00

118 | BIOQUÍMICO/ BIOMÉDICO - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

R$ 80,00

119 | MÉDICO VETERINÁRIO - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

R$ 80,00

120 | AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS - ZONA RURAL - SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

R$ 35,00

121 | AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS - ZONA URBANA - SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

R$ 35,00

122 | VIGIA - ZONA RURAL - SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

R$ 35,00

123 | MOTORISTA CATEGORIA CNH D - SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

R$ 35,00

124 | PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL I - 1º AO 5º ANO (ZONA RURAL)

R$ 80,00

125 | PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL I - 1º AO 5º ANO (ZONA URBANA)

R$ 80,00

126 | PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL - ZONA RURAL

R$ 80,00

127 | PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL - ZONA URBANA

R$ 80,00

128 | PROFESSOR DE ENS. FUND. FUNDAMENTAL II DE 6º AO 9º ANO - INGLÊS (ZONA URBANA)

R$ 80,00

129 | PROFESSOR DE ENS. FUND. FUNDAMENTAL II DE 6º AO 9º ANO - INGLÊS (ZONA RURAL)

R$ 80,00

130 | PROFESSOR DE ENS. FUND. FUNDAMENTAL II DE 6º AO 9º ANO - GEOGRAFIA (ZONA RURAL)

R$ 80,00

131 | PROFESSOR DE ENS. FUND. FUNDAMENTAL II DE 6º AO 9º ANO - MATEMÁTICA (ZONA RURAL)

R$ 80,00

132 | PROFESSOR DE ENS. FUND. FUNDAMENTAL II DE 6º AO 9º ANO - CIÊNCIAS (ZONA RURAL)

R$ 80,00

133 | AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS - A CRITÉRIO DA SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

R$ 35,00

134 | MONITOR - A CRITÉRIO DA SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

R$ 40,00

135 | ATENDENTE - A CRITÉRIO DA SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

R$ 40,00

136 | PSICÓLOGO - A CRITÉRIO DA SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

R$ 80,00

137 | ASSISTENTE SOCIAL - A CRITÉRIO DA SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

R$ 80,00

138 | AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS - A CRITÉRIO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO

R$ 35,00

139 | VIGIA - A CRITÉRIO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO

R$ 35,00

140 | ENGENHEIRO CIVIL - A CRITÉRIO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO

R$ 80,00


01 de março de 2017

21 de fevereiro de 2017

Sinte oferece ao Álvaro Rodrigues apoio contra Mediação Tecnológica

Sinte oferece ao Álvaro Rodrigues apoio contra Mediação Tecnológica

Disponibilidade de professor especializado em Itainópolis contraria alegação da Seduc

Na manhã desta terça-feira (21), a responsável pelo diretório regional do Sinte em Picos, Gisely Dantas, esteve em Itainópolis, reuniu-se com mães e alunos do Álvaro Rodrigues e ofereceu à escola o apoio necessário na disputa contra a Secretaria Estadual de Educação – Seduc – no que concerne à implantação da Mediação Tecnológica.

Além de Gisely e de representantes de pais, alunos e professores, compareceram à reunião: o professor e secretário municipal de Educação, Antônio Eusébio; a professora aposentada Maria Leal (Mariinha), representante do Sinte em Itainópolis; e o diretor Valdecleide Geraldo, empenhado em ajudar os alunos.

Para Gisely, a medida imposta pela Seduc é arbitrária e desconfigura as diretrizes da modalidade presencial do Ensino Médio: “O aluno foi matriculado para o ensino presencial, e a Mediação é uma educação a distância, que eles [Seduc] querem que se caracterize como presencial.” E ela afirma ainda: “As aulas são boas para complementar o ensino, mas não para substituir o professor.”

Ao longo de seu pronunciamento, a diretora regional do Sinte mencionou outras cidades que não aceitaram a Mediação Tecnológica e as quais o Sinte ajudou a extinguir as videoaulas. Foi o caso de Bocaina, Campo Grande e São João da Canabrava. Nesta última, o sistema eletrônico foi deixado apenas para aulas complementares do Enem.

Depois de dizer que o importante, por enquanto, é a resistência dos pais e dos alunos, Gisely contou o drama de um aluno de Campo Grande, o qual viu seus colegas migrarem para Monsenhor Hipólito, fugindo da Mediação. Mas esse estudante não pôde fazer o mesmo, por ser pobre e não poder pagar o frete do transporte.

A alegação da Seduc é que existe a Mediação apenas naquelas disciplinas para as quais não há professores especialistas dentro do município, e também que a nova proposta não permite trazer professor de outras cidades. Porém, uma das disciplinas em que ocorrerá videoaulas no Álvaro é Geografia, e nessa área, Itainópolis tem professor disponível: Antônio Eusébio de Sousa, que possui Mestrado e foi aprovado no concurso efetivo da Seduc em 2014. Porém nunca foi chamado.

Antônio Eusébio explicou que, mediante acordo feito com a Justiça, a Seduc convocou apenas 340 professores em todo o Piauí. Na opinião dele, as carências acontecem por falhas das próprias Gerências Regionais de Educação, responsáveis por informar à Seduc as necessidades que possuem. “As GRE’s onde teve mais cobrança de professores foram as que mais convocaram. A 9ª GRE, de Picos, é uma das maiores do estado. Possui 59 escolas, e  só convocou 8 professores, e isso nas áreas de Arte, Ensino Religioso, Educação Física e Espanhol. Deixando outras áreas com a carência de profissionais. Picos ficou atrás até de GRE’s menores, como Regeneração, que convocou 18 professores, e Barras, que convocou 36.”

Eusébio também apresenta outras razões que o fazem discordar das aulas via satélite: “A Mediação não sabe quando o ônibus quebra, quando falta energia, quando há um imprevisto”. Conclui o professor.

Outras matérias relacionadas:

Alunos e pais não querem, mas mediação tecnológica vai continuar

Mediação tecnológica desagrada a alunos e causa revolta nos pais

http://www.portalodia.com/municipios/itainopolis/alunos-e-pais-de-alunos-do-alvaro-rodrigues-dizem-%E2%80%9Cnao%E2%80%9D-a-videoaulas-293478.html


Mediação Tecnológica faz diretor pedir afastamento do cargo

Sindicato diz que vai à Justiça lutar contra a mediação e pedir professores presenciais

http://www.portalodia.com/municipios/itainopolis/mediacao-tecnologica-faz-diretor-pedir-afastamento-do-cargo-293528.html


Caso da Mediação Tecnológica vai parar na Justiça

Inconformados com a decisão da Seduc, alunos recorrem ao Ministério Público

http://www.portalodia.com/municipios/itainopolis/caso-da-mediacao-tecnologica-vai-parar-na-justica-293608.html



20 de fevereiro de 2017

Caso da Mediação Tecnológica vai parar na Justiça

Caso da Mediação Tecnológica vai parar na Justiça

Inconformados com a decisão da Seduc, alunos recorrem ao Ministério Público

A novela das videoaulas no colégio Álvaro Rodrigues parece estar longe do fim. Na manhã desta segunda-feira (20), representantes de alunos, pais e professores foram recebidos no Fórum de Justiça pelo Dr. Elói Pereira de Sousa Júnior, representante interino do  Ministério Público, que ouviu as queixas da comunidade escolar contra a Mediação Tecnológica e orientou esses representantes sobre como proceder na questão.

O promotor de Justiça explicou que o Ministério Público precisa de um documento oficial da escola para formalizar a denúncia contra a medida imposta pela Seduc. O documento – segundo Dr. Elói – pode ser um abaixo-assinado, elaborado pelo Conselho Escolar depois de se reunir e deliberar sobre os pontos que conselheiros, professores, pais e alunos consideram prejudiciais no que diz respeito ao chamado Canal Educação.

A redação do abaixo-assinado está prevista para esta semana ainda, e um grupo de estudantes promete percorrer as localidades do município onde há alunos do Álvaro, a fim de colher deles e de seus pais as assinaturas necessárias para o documento. Este será entregue à Dr.ª Romana, promotora titular da Comarca de Itainópolis, no dia 06 de março, quando ela deve protocolar o processo em que ouvirá representantes das duas partes. Orienta Dr. Elói.

Já a reunião do Conselho Escolar do Álvaro deve contar com a presença de Gisely Dantas, presidente do diretório regional do Sinte em Picos, e deve ocorrer amanhã pela manhã.


As matérias anteriores podem ser acessadas nos links abaixo:

Alunos e pais não querem, mas mediação tecnológica vai continuar

http://www.portalodia.com/municipios/itainopolis/alunos-e-pais-de-alunos-do-alvaro-rodrigues-dizem-%E2%80%9Cnao%E2%80%9D-a-videoaulas-293478.html


Mediação Tecnológica faz diretor pedir afastamento do cargo

http://www.portalodia.com/municipios/itainopolis/mediacao-tecnologica-faz-diretor-pedir-afastamento-do-cargo-293528.html



18 de fevereiro de 2017

Mediação Tecnológica faz diretor pedir afastamento do cargo

Mediação Tecnológica faz diretor pedir afastamento do cargo

Sindicato diz que vai à Justiça lutar contra a mediação e pedir professores presenciais

Depois da reunião de ontem (17) entre técnicas da Seduc e pais e alunos do colégio Álvaro Rodrigues, o clima entre a comunidade escolar ficou tenso. Isso porque, ao final da reunião com os pais, houve uma outra, entre as técnicas; o diretor, Valdecleide Geraldo, e a supervisora de ensino, Maria dos Remédios Ibiapino. Nessa última reunião foi dado o veredicto: a Mediação Tecnológica vai continuar. O acordo firmado entre eles prevê que diretor e supervisora se comprometam em fazer um trabalho de conscientização dos alunos e pais sobre o real objetivo da Mediação na escola, até que sejam lotados professores especializados nas disciplinas em questão, período em que não mais será necessário o Canal Educação.

Ontem mostramos que o professor Anderson Monteiro lembrou os anos anteriores nos quais, no Álvaro, eram lotados professores vindos de fora. “Se antes podiam trazer de outras cidades professores que não tínhamos aqui, por que é que hoje não podem mais?”. Depois da reportagem, Maria de Jesus respondeu: “Em anos anteriores, a Secretaria de Educação tinha uma proposta: era atender ao aluno. Mas hoje, a nova proposta é a Mediação Tecnológica. Então, onde tem Mediação Tecnológica não deve vir professor de outro município. A lotação deve ser concluída com professores dentro do seu município.”

Maria de Jesus explica ainda que outra razão para não se importar professores é que, no geral, eles costumam faltar muito, alegando doença e apresentando atestado médico; chegam atrasados na escola e, às vezes,  saem antes do horário. Ela, no entanto, concorda: “Os pais estão certos, sim, quando eles dizem que querem professor presencial. Eles estão corretos! Nós da Secretaria de Educação só estamos pra atender onde não tem esse professor. Onde tem, o Canal Educação não entra.” Conclui a técnica. Diante desses fatos, porém, fica uma dúvida: tem Mediação porque não tem professor no município ou não vem professor para o município porque tem Mediação?

Depois de ter tomado conhecimento do novo horário das aulas, em que a 5ª aula começa às 16h40, ou seja, 20 minutos antes do transporte escolar retornar às localidades, Antônio da Silva Oliveira – pai de aluno e membro do Conselho Escolar – questiona: “Muitos alunos do Álvaro dependem do transporte do município, que fica na cidade só até às 5h00 da tarde. Então, eu pergunto: que diferença faz entre ter aula de Química e de Física com professor especializado e não ter aluno para assistir a essas aulas? Primeiro tiraram professores da escola. Agora estão tirando os alunos das aulas. Sinto muito, mas prefiro que meu filho tenha um professor presencial do que ele ficar assistindo aula em televisão!”

Ao ver nossa reportagem publicada ontem, Gisely Dantas, presidente do diretório regional do Sinte – Sindicato dos Trabalhadores em Educação – se mostrou indignada com a situação da Mediação Tecnológica no Álvaro Rodrigues e garantiu que vai acionar a Justiça contra a decisão de ontem. “Há muito tempo que luto contra a Mediação. Temos parecer jurídico contrário à Mediação. O mais importante é a resistência dos alunos. Vamos ao Ministério Público. Contem conosco!” Declarou Gisely, via WhatsApp.

A parte mais dramática dessa história, no entanto, é que o diretor Valdecleide Geraldo prometeu deixar o cargo imediatamente. Inconformado com a situação, Valdo (como é mais conhecido) desabafa: “Eu já vinha pensando em deixar a direção. Agora, depois dessa polêmica toda, estou preparando uma documentação pedindo meu afastamento. Não gosto dessas confusões. Eu quero é tranquilidade em minha vida.”

Escolhido através de eleições diretas, Valdecleide está na direção do Álvaro desde 2012. Durante esses cinco anos de gestão, ele tem desempenhado um trabalho exemplar no que diz respeito às finanças equilibradas, aquisição de materiais, merenda de qualidade, eventos da escola, trato com pessoal (alunos e funcionários) entre outros atributos. Com a saída dele da direção, a comunidade escolar do Álvaro Rodrigues perde um gestor organizado.


17 de fevereiro de 2017

Alunos e pais não querem, mas mediação tecnológica vai continuar

Alunos e pais não querem, mas mediação tecnológica vai continuar

Mediação tecnológica desagrada a alunos e causa revolta nos pais

A mediação tecnológica é um sistema de aulas ao vivo transmitidas via satélite para as escolas. Há quatro anos, a Secretaria Estadual de Educação do Piauí (Seduc) adotou esse sistema de aula, sob a alegação de suprir a carência de professores especializados em determinadas disciplinas. Mas esse meio eletrônico não vigorou em algumas cidades, onde as aulas continuaram sendo com professores presenciais.

Não foi, porém, o que aconteceu na U. E. Álvaro Rodrigues, no ano passado. Ali, os alunos do turno da noite tiveram que assistir por televisão às aulas de Espanhol, Matemática, Química, Física e Educação Física.

E este ano, bem que essa realidade poderia mudar e, como aconteceu em outros municípios, todas as aulas voltarem a ser como eram antes: com o professor em sala. Poderia, mas não vai. Pelo menos por enquanto.

A Seduc enviou à escola, na tarde desta sexta-feira (17), duas técnicas representantes do chamado Canal Educação, para se reunir com alunos e pais de alunos e explicar as eles o motivo e as vantagens das aulas transmitidas através de mídia eletrônica, também chamadas de mediação tecnológica. A reunião aconteceu no auditório da referida escola, e contou também com a presença da supervisora de ensino, Maria dos Remédios; do diretor, Valdecleide Geraldo; e do professor Anderson Monteiro.

As enviadas da Seduc, Maria de Jesus Magalhães Oliveira e Rosimeire Melo da Costa e Silva, iniciaram sua explanação consultando os pais e os alunos sobre o que eles sabiam da mediação tecnológica. Colocações e perguntas foram surgindo, e as respostas a cada uma delas iam sendo dadas. Contudo, tanto os pais quanto os filhos pareciam irredutíveis à proposta. Alguns alunos chegaram até a levantar cartazes em protesto contra a mediação.

A primeira mãe a se posicionar contra esse tipo de recurso alegou que os alunos terão mais dificuldades em aprender  pela televisão e que os horários das aulas passarão a ser incompatíveis com o transporte escolar, que retorna às localidades rurais às 17h00, ou seja, antes do fim da aula da mediação. Já Cleonilson Monteiro, pai de aluno, elencou os pontos negativos nesse tipo de ensino do qual ele mesmo já teve experiência: a imagem da TV, que congela; a falta de interação entre professor e alunos; as dificuldades de assimilação das matérias de cálculo; entre outros.

A partir daí, outras colocações foram surgindo por parte de algumas mães. Lúcia de Fátima, por exemplo, foi aplaudida quando disse: “nós queremos é professor na sala de aula”. “A experiência nós já tivemos, no ano passado, e foi uma negação”, declarou Antônia Maria. “Nós queremos é crescer, e o que estamos vendo é Itainópolis diminuir”, acrescentou Francilene Silva. E Maria Francimeire arrematou: “nós não vamos querer”.

Depois que Maria de Jesus explicou que a mediação tecnológica veio porque, em Itainópolis, não há professores especializados em determinadas áreas, o professor Anderson Monteiro interveio na discussão. Ele lembrou o reconhecimento que o Álvaro Rodrigues já teve pela educação que oferecia, tendo, inclusive, professores vindos de outras cidades, como Vera Mendes, Picos, Monsenhor Hipólito, Santo Antônio de Lisboa e até mesmo de Teresina. E questionou: “se antes podiam trazer de outras cidades professores que não tínhamos aqui, por que é que hoje não podem mais?”. E Samuel Borges, estudante matriculado no 2º ano, asseverou:"o governo tem dinheiro para comprar todo esse equipamento, manter internet, pagar mediador, e não tem para contratar professor?".

A reunião, que durou cerca de 50 minutos, se encerrou sem uma definição. Maria de Jesus e Rosimeire Melo apenas prometeram levar para a Seduc os pareceres ali apresentados pela comunidade escolar e atribuiu ao setor de lotação a solução para o embate: “A única saída é encontrar professor. Se o setor de lotação encontrar professor especializado, acaba a mediação.” Concluiu.

Só que mais tarde, a técnica Maria de Jesus nos informou que, para permanecer a mediação tecnológica no Álvaro Rodrigues, é necessário apenas a aceitação da escola. Aceitação que ela garantiu ter obtido do diretor Valdecleide Geraldo. “Nós só precisamos de uma fala, de uma ação da escola, que vai dizer o que vai trabalhar para resolver o problema ou retirar a mediação. (...) O que ficou acordado e assinado é que, enquanto não chega o professor da disciplina, especializado na área, vai ficar o Canal. E a escola... o diretor vai buscar alternativas para levar pais, alunos a entender a nova metodologia de ensino. (...) Eu tenho o papel assinado por ele.



16 de fevereiro de 2017

Camara Municipal abre as atividades de 2017

Camara Municipal abre as atividades de 2017

Prefeito Paulo Lopes traça metas para o primeiro ano de sua segunda gestão

O início dos trabalhos do Poder Legislativo aconteceu na noite de ontem, mediante a sessão de abertura, que não tem pauta deliberativa, mas que é a ocasião em que o prefeito apresenta para os vereadores as metas e estratégias de obras e serviços para o ano presente.

Previsto para as 19h00, o ato só começou 50 minutos depois, quando a presidente da Casa acolheu os que ali se faziam presentes. Rito que se seguiu com o pastor Zaqueu lendo um Salmo e fazendo uma oração, através da qual pedia a Deus bênçãos e sabedoria para os representantes do povo.

Depois foi a vez de Paulo Lopes, o qual, em seu pronunciamento, reforçou o que ele já vinha dizendo em campanha: vai manter as ações que deram certo em seu primeiro mandato e corrigir as que não deram. Em seguida, Dr. Paulo teceu uma breve avaliação de sua gestão passada, destacando a saúde, a educação, o social, a agricultura e a infraestrutura. E disse que essas áreas continuarão sendo prioridades em seu novo pleito.

Paulo Lopes também citou a crise financeira que o país vem sofrendo. Segundo ele, a responsável por muitas dificuldades que o município enfrentará este ano. “Ressaltamos que a maioria das soluções dos problemas públicos de Itainópolis necessitam de recursos financeiros, os quais têm diminuído nos últimos anos, devido à queda de arrecadação dos tributos, que já vem da consequência da crise econômica que o mundo enfrenta, principalmente o Brasil, que continua em recessão econômica.” Afirmou o prefeito.

Ainda em menção à crise econômica nacional, ele disse que, segundo o Governo Federal e os estudiosos, a economia do Brasil, ao invés de crescer, encolherá 3%, ao passo que as despesas deverão aumentar 11%. “Devemos governar obedecendo a Lei de Responsabilidade Fiscal, que proíbe o gestor gastar mais do que arrecada. Assim, devido à queda de recursos constantes, bem como os efeitos da estiagem/seca e das dívidas da Prefeitura, infelizmente, deveremos fazer menos obras e prestaremos menos serviços do que desejaríamos e a população merece.” Previu Dr. Paulo, para quem os gastos que não são prioritários devem ser contido, de forma a evitar que a assistência básica em saúde, educação e assistência social seja afetada.

Dito isso, o prefeito reeleito explanou concretamente a sua meta de trabalho para o ano de 2017, entre as quais ele destacou: conclusão da 1ª etapa da Praça da Juventude e conclusão definitiva do Estádio Municipal; calçamento de várias ruas da cidade e da Várzea Grande; conservação das vias públicas urbanas; abertura de ruas novas; asfaltamento das principais ruas da cidade; recuperação das estradas do Tombador, Alagoado, Patos, Lagoa dos Cavalos, Pinga, Lagoa Achada, Malhada Alta e Tanque de Terra; conclusão de duas Unidades Básicas de Saúde (Itainópolis e Vila Barbosa); muro em torno da quadra poliesportiva do colégio Odete Ferreira Nunes; conclusão da quadra poliesportiva da Várzea Grande; cobertura e o piso da quadra poliesportiva do Riachão; água tratada para a cidade de Itainópolis; conclusão do sistema de abastecimento de água de Malhada Alta; extinção do modelo de ensino multisseriado; continuidade à construção de duas escolas modernas, padrão FNDE (uma em Itainópolis  e outra em Maxixe); ampliação e construção de unidades básicas de saúde nas comunidades; instalação do SAMU e CAPS; desenvolvimento de políticas públicas e implementação dos programas sociais do Governo Federal, para redução da extrema pobreza; continuação com o convênio PRONATEC; assistência técnica para os criadores; entre outras medidas.

E o prefeito encerra: “ressaltamos que vamos tentar transferir os recursos do Projeto de Urbanização do Morro Nossa Sr.ª de Fátima, para a construção de um parque de lazer e balneário nas imediações da passagem molhada”.

O clima pacífico evocado no início da sessão só durou até a palavra ser facultada aos legisladores. Depois que o vereador Erivan cobrou do gestor mais transparência em suas ações, sobretudo na área do esporte, os discursos  se tornaram acalorados, e houve troca de farpas entre oposicionistas e aliados ao prefeito.

13 de fevereiro de 2017

Missão Jovem é realizada em Itainópolis durante um dia

Missão Jovem é realizada em Itainópolis durante um dia

Cerca de 200 missionários visitam famílias itainopolenses

Neste domingo (12), aconteceu em Itainópolis a Missão Jovem, uma maratona de atividades religiosas organizada pela Pastoral da Juventude (PJ) e pelo Encontro de Jovens com Cristo (EJC), grupos de jovens vinculados à Igreja Católica.

O evento, que acontece uma vez por ano, é realizado dentro da própria paróquia, mas dessa vez, além dos próprios paroquianos, a Missão Jovem contou com a participação de jovens de outras cidades, a saber: Geminiano, Jaicós, Padre Marcos, Picos e Vera Mendes. Esta última, área pastoral de Itainópolis.

Logo de manhã, cerca de 200 jovens se concentraram no ginásio poliesportivo, onde tiveram um momento de oração com cantos e reflexão de textos bíblicos. Dali, ganharam as ruas da cidade para visitar famílias, na casa das quais também fizeram orações e reflexões bíblicas.

Feitas as visitações, os missionários se concentraram novamente no poliesportivo para partilhar as experiências vividas nesse dia, sendo acolhidos por pessoas até então desconhecidas por eles.

E foi somente à noite que as atividades foram encerradas, com a celebração da missa, no adro da Igreja Sagrado Coração de Jesus, e com um show de músicas religiosas, realizado no poliesportivo pelo Grupo Shalom – de Itainópolis –  e pela Banda Aurora – de Picos.

"O objetivo da Missão Jovem é fazer com que os jovens, levando a Palavra de Deus para as pessoas, tenham uma experiência nova em suas vidas e sintam  os que essas pessoas estão passando, a situação que elas estão vivendo", conta o jovem Erasmo Bruno.



Fotos: Erasmo Bruno


10 de janeiro de 2017

Vereador Erivan conclui operação tapa-buracos e divulga lista de colaboradores

Vereador Erivan conclui operação tapa-buracos e divulga lista de colaboradores

W. Dias garante ao deputado Mainha que restauração da pista começa ainda em janeiro

Conforme já foi bastante veiculado nas mídias eletrônicas, há duas semanas o vereador Erivan Osmundo largou suas atividades triviais para exercer  uma função inusitada, ou melhor, desempenhar um trabalho que nem chega a ser de sua alçada. Preocupado com o grande número de acidentes que vinham ocorrendo na rodovia que liga Itainópolis a Picos, ele juntou os filhos e alguns amigos para ajudá-lo a cobrir com barro a buraqueira do asfalto. Nesta terça-feira (10), a equipe de Erivan concluiu os trabalhos, ao chegar à BR 407, onde se inicia a PI 245, que ele restaurou artesanalmente.

Ao longo dessas duas semanas, muitas pessoas que passavam pela pista pararam para cumprimentar o parlamentar pela iniciativa e alguns desses aproveitaram até mesmo para fazer fotos. Segundo o vereador, foi o apoio da população que o encorajou a continuar essa empreitada, para a qual não recebeu nenhum tipo de colaboração dos colegas da Câmara, a não ser de um de seus correligionários, o vereador Cléber Sousa, que contribuiu com o próprio trabalho como também pagando um trabalhador.

E o resultado da reforma improvisada já pode ser percebido pelos que trafegam pela PI 245. Muitos condutores têm relatado que o tempo nesse percurso está sendo reduzido consideravelmente. O proprietário de van Rocha, por exemplo, afirma que tem economizado cerca de 40 minutos em cada viagem de Itainópolis a Picos. “Erivan fez aquilo que ele tinha condição de fazer, e os passageiros têm falado que ele tomou uma decisão de guerreiro, porque nunca viram nenhum outro vereador, ou mesmo prefeito, tomar uma decisão dessas que ele está tomando. Ele demonstra que está preocupado com o pessoal. Inclusive tem pessoas adoentadas que a gente transporta, uma mulher que fez cirurgia, ela dizia: ‘Rocha, eu já estou preocupada com esses buracos!’; e agora essas pessoas já estão dizendo que melhorou bastante. E é um perigo transportar pessoas numa rodovia onde o carro pula bastante. Espero que o governador faça sua parte, porque Erivan já fez a dele!”, afirmou Rocha.

Erivan iniciou essa tarefa apenas com recursos próprios: suas máquinas, o apoio dos filhos e capital próprio, que não era o suficiente para custear as despesas com combustível e diárias de outros ajudantes. Mas não demorou a população se sensibilizar com o gesto dele, e logo começaram a surgir os benfeitores, cuja lista segue no final desta matéria. E o legislador faz questão também de agradecer ao Portal O Dia e a Mirtes Monteiro por divulgar o trabalho dele na Internet.

“O pessoal sempre vinha me cobrando, e foram várias as reivindicações que fizemos. Houve a manifestação, e ninguém tomou nenhuma atitude, por isso eu tomei essa decisão de tapar esses buracos. Estou tendo também o apoio do pessoal dos transportes alternativos; alguns comerciantes estão nos ajudando com diárias; e o seu Josué, que está nos fornecendo piçarra e água”, disse o membro do Legislativo.

Na semana passada, o deputado federal Maia Filho (PP) foi até o Palácio de Karnak, onde se reuniu com o governador Wellington Dias (PT), que prometeu iniciar a recuperação da rodovia imediatamente, ainda em janeiro. Promessa na qual Erivan não acredita, dados os sucessivos anúncios que o gestor estadual vem fazendo desde maio de 2015. “Como o prefeito de Santana faleceu desviando de um buraco, lá eu acho até que já começou o asfalto, apesar de o de lá estar até melhor do que esse nosso aqui. E o nosso, que é reivindicação antiga, até agora não saiu”, desabafa o vereador.

“Peço ao governador que, por tanto imposto que pagamos, deveríamos ter o direito de ter um asfalto para andarmos, e não estarmos aqui hoje tapando esses buracos. Eu gostaria de estar como eles: numa central de ar condicionado, mas estou aqui, numa central de sol”, encerrou o mesmo.

Maia Filho conversou também com José Dias, diretor do Departamento de Estradas e Rodagens. Zé Dias, que ficou de conversar com o secretário da Fazenda para garantir os recursos da obra, também explicou ao deputado que, no projeto de reforma da pista, constam 21 quilômetros de construção de estrada nova e 18 quilômetros onde se fará uma capa tapando os buracos (nos trechos menos severos).

O dono da Construtora Jurema argumenta que as obras só devem começar no período de estiagem. Entretanto, orientado pelo governador, o diretor do DER assegura que a reforma deverá começar imediatamente. O que ficou acordado entre o governador e Humberto Castro, sócio da Jurema, foi que, se não começar a obra de imediato, os sócios da construtora terão que abrir mão para o segundo colocado na licitação. O deputado Mainha nos informou que uma equipe da Jurema vem ainda esta semana a Itainópolis para fazer um levantamento do serviço e a programação da obra, cujo início de execução não deve passar deste mês.

O desgaste político que o governador vem sofrendo fez com que o mesmo determinasse urgência na reforma. Foi via WhatsApp que obtivemos de Mainha algumas das informações acima apresentadas. “Quero registrar para vocês que a movimentação, os protestos, o fato de estarem tapando os buracos... tudo o que vocês fizeram aí ajudou muito para a gente conseguir sensibilizar o governo do Estado sobre a necessidade da urgência da construção dessa estrada”, concluiu o deputado federal.

Lista dos colaboradores da obra de Erivan Osmundo:

Josué: piçarra e água

Cleiton, Cleidir e Clei (filhos do vereador Erivan): mão-de-obra

Vereador Cléber: mão-de-obra e diária de ajudante

Carlos de Louro: R$ 50,00

Leonardo de Louro: 5 diárias

Lula Crispim: R$ 100,00

Wagner R$ 100,00

Lourimar E.L. Poços R$ 200,00

Oscar da Farmácia Da Paz: R$ 100,00

Pastor Zaqueu: R$ 100,00

Marisvaldo de Vera Mendes R$ 50,00

Ronivon Moto Peças Vera: R$ 30,00

Zé de Expedito: 20 litros de óleo diesel

Tico de Zezinho (Mercadinho Carvalho): R$ 20,00

Anderson Monteiro: R$ 50,00

Raimundo Maia: (pediu para não declarar)

Alex de Edite do Tamburil: lanches

Maxwell (filho de Josué): diárias de serviço

Tintim (filho de Chaguinha do Riachão): diárias de serviço

Lucas (sobrinho do vereador Erivan): diárias de serviço

Wesley Monteiro (Restaurante Sabor Brasileiro): quentinhas para 10 trabalhadores


Com informações de Erivan Osmundo e Maia Filho


01 de janeiro de 2017

Prefeito, vice-prefeito e vereadores tomam posse em Itainópolis

Prefeito, vice-prefeito e vereadores tomam posse em Itainópolis

Vereadora Remédios, mais uma vez, é eleita presidente da Câmara

O prefeito reeleito, Dr. Paulo Lopes, o vice-prefeito Valderson Dantas e os nove vereadores tomaram posse de seus cargos na tarde deste domingo (01) no auditório da Alayde Rodrigues.

A cerimônia de posse contou com a presença do Dr. José Raimundo Rodrigues Belo, primeiro juiz da Comarca de Itainópolis; Emanuele Martins Neiva Dantas, promotora de Justiça, e de lideranças políticas, como o ex-prefeito de Simplício Mendes Zé Lopes e dos deputados Francis Lopes e Severo Neto.

Os ritos do evento se iniciaram com o ex-vereador Manassés Rodrigues entregando a presidência da cerimônia à vereadora mais velha, no caso, Remédios Santos, que, secretariada pelo vereador Elvis Aguiar, empossou os nove legisladores.

Em seguida, procedeu-se à eleição para presidente da Câmara, na qual saiu vencedora como mesa diretora a Chapa 1, composta por Remédios Santos, presidente; Valentim Neto, vice-presidente, e Osmar Moura (mais conhecido como Mar de França), secretário. (Essa será a segunda gestão da vereadora Remédios como presidente da Casa.)

A Chapa 2 era composta pelos três vereadores da oposição: Elvis Aguiar, presidente; Cléber, vice-presidente; e Erivan Osmundo, secretário.

Finalmente, Paulo Lopes e Valderson Dantas foram conduzidos por vereadores de sua base aliada até a mesa de honra, onde proferiram juramento e foram empossados prefeito e vice-prefeito, respectivamente.

28 de dezembro de 2016

Vereador realiza tapa-buraco de punho próprio em rodovia estadual

Vereador realiza tapa-buraco de punho próprio em rodovia estadual

Fotos do membro do Legislativo caem em redes sociais e geram grande repercussão

Há muito tempo a população de Itainópolis vem sofrendo com as péssimas condições da PI 245, no trecho que liga essa cidade a Picos. A última reforma que a pista teve foi às vésperas das eleições para governador, em 2014. De lá para cá, a quantidade de buracos só vem aumentando, o que tem causado prejuízos, acidentes e muitos transtornos aos usuários, que frequentemente precisam se deslocar para a cidade polo da região.

Em outubro deste ano, os proprietários de transportes alternativos de Itainópolis e cidades vizinhas realizaram uma manifestação reivindicando a reconstrução do asfalto. A reivindicação ganhou as páginas de vários portais de notícias do Piauí, rádios de Picos e uma TV de Teresina. A repercussão fez o protesto chegar ao conhecimento do governador Wellington Dias, que, ao lado do deputado Francis Lopes, gravou um vídeo comentando o ato dos perueiros e prometendo a obra para novembro. Obra que, apesar de já licitada, nunca saiu do papel.

Cansado de esperar pela tão sonhada reforma e não aguentando mais a precariedade da rodovia, um vereador itainopolense tomou uma atitude inusitada. Erivan Osmundo, por iniciativa própria, resolveu tapar com barro os buracos dos trechos mais críticos da pista. Não como forma de resolver o problema, mas de melhorar o tráfego dos veículos e amenizar o sofrimento dos condutores e passageiros. Para isso, o legislador levou uma caçamba com o material para esses locais e ele mesmo realizou, de forma braçal, o trabalho de compactação.


As fotos do vereador trabalhando na pista esburacada caíram na rede: foram divulgadas em grupos do WhatsApp e em perfis no Facebook, site no qual, até o fechamento dessa matéria, tiveram 277 curtidas, 52 compartilhamentos e 90 comentários de internautas, a maioria dos quais parabenizando Erivan por sua iniciativa.

Seguem prints de alguns dos comentários.





Enquete

Um jovem morreu ao sofrer descarga elétrica colocando celular para carregar. Quais cuidados você toma em relação a isso?

ver resultado