• Campanha Mobieduca
  • Teresina shopping
  • HEMOPI - Junho vermelho
  • ITNET
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att

Notícias Água Branca

05 de junho de 2015

Uma página da história da educação em Água Branca

Uma página da história da educação em Água Branca

UM PROFESSOR NO SEU REAL SENTIDO ETIMOLÓGICO

Lembro-me como se fosse hoje. Abril de 1981. Data memorável do meu ingresso no magistério, contratado como professor, com registro na carteira de trabalho, pela CNEC de Água Branca. Fui conduzido pelo professor Raimundo Sobral Neto, o então vice diretor. O substitui na disciplina de Química. O diretor era o professor Francisco José Leal, conhecido até hoje como Chiquinho, que me apresentou em todas as turmas. Esse era um diretor de pulso forte que fazia cumprir as normas da escola ao pé da letra.
Naquela época, as escolas da CNEC, espalhadas por todo o Piauí, era a porta aberta do saber que alcançava a todas as classes sociais. Era praticada uma mensalidade simbólica e supria a demanda reprimida na ausência das escolas públicas municipais e estaduais, tando a nível do ensino fundamental como do antigo Segundo Grau, hoje Ensino Médio. 
Aqui em 
Água Branca, especificamente, eram ofertados o fundamental e o médio, sendo que se oferecia a nível de segundo grau, apenas o curso técnico Habilitação Básica em Comércio, dada a necessidade de atendimento qualificado ao maior mercado de absorção dessa mão de obra, tanto em Água Branca como na capital, Teresina. 
Durante décadas, a cidade de Água Branca, tornou-se o centro atrativo de estudantes de outras cidades e irradiador do conhecimento na formação básica dos cidadãos dessa região do Piauí. Eu fui um dos beneficiados, trazido por meus pais para estudar, migrando dos Cocos, município de Regeneração, hoje pertencente à cidade de Jardim do Mulato.
A movimentação maior dava-se à noite com os paus de arara e até caçamba trazendo os estudantes para cursar Habilitação Básica em Comércio. Isso sem se falar na quantidade imensa de estudantes que se deslocavam de bicicleta e até a pés de locais mais próximos.
Outra era áurea da corrida para Água Branca por parte de muitos estudantes, tanto dessa região como de ouras do Piauí, inclusive da capital, Teresina e até de outros estados, como do Maranhão e da Bahia, deu-se no final da década dos anos 90 e até por volta de 2004, quando a Universidade Estadual do Piauí (UESPI) passou por um período histórico durante o governo Mão Santa, que, através do seu reitor, professor Jônthas Barros, desenvolveu a política expansionista e de interiorização da UESPI, alcançando milhares de pessoas que se encontravam desiludidas de uma formação acadêmica e tiveram essa oportunidade. Água Branca tornou-se o pólo de atração de centenas de estudantes, e, outra vez, pólo irradiador do saber.
Desse período histórico de apogeu da oferta de cursos superiores, tive minha participação, tanto como professor, como Coordenador Geral do Campus da UESPI em Água Branca. Outro professor Chiquinho na história da educação, agora a superior.
Estamos nos reportando de forma superficial sobre esses assuntos, mas muito há o que se relatar sobre esse lado da nossa história em Água Branca que é relegada, somos relegados a planos inferiores. Vivemos numa cidade, num estado e num país sem MEMÓRIA. Lamento!

28 de maio de 2015

Empresário Antônio Carlos ganha nome e começa cair na boca do povo

Empresário Antônio Carlos ganha nome e começa cair na boca do povo

Antônio Carlos tem seu nome em destaque para as próximas Eleições

Possível candidato as eleições em 2016 ao cargo de prefeito de Água Branca, o empresário Antônio Carlos, vem ganhando corpo e seu nome já tem outra dimensão na boca do povo aguabranquense que passa a ver com bons olhos a questão.

Antônio Carlos é natural de Água Branca, idealizador de uma das maiores construtoras do Médio Parnaíba, a construtora Edificar, responsável por desenvolver trabalhos no ramo de construção habitacional.

Antônio Carlos teve seu nome em destaque após as eleições estaduais, onde os candidatos apoiados, pelo empresário obtiveram uma quantidade expressiva de votos na cidade, desbancado grandes políticos locais.

Uma grande façanha para muitos, uma vez que Antônio Carlos, na época não dispunha de grande conhecimento ou apoio de lideranças politicas, para obter tamanha conquista aos seus deputados.

Agora esse grande empresário vem dando dor de cabeça aos nomes que já são conhecidos no cenário politico local, como o atual prefeito da cidade, Jonas Moura e o candidato de Oposição Neivão.

Informações extraoficiais dão conta que o nome do empresário Antônio Carlos, vem sendo  sondado tanto pela oposição como pela situação, para compor alguns dos lados, diante da eminencia da formação de um terceiro grupo politico local.

Antônio Carlos seria um bom nome para assumir o terceiro posto, devido a sua posição social e ao fato de ser algo novo no cenário politico de Água Branca Piauí.

Pedestres perdem espaço para transitarem no centro de Água Branca

Pedestres perdem espaço para transitarem no centro de Água Branca

Cada vez mais o espaço para pedestres se torna pouco por causa das barracas

Hoje, 28 do mês corrente, com meus alunos do segundo ano do ensino médio, turma B, da U. E. Monsenhor Boson, fizemos o mesmo percurso que já fiz em 2014 com outra turma, também, do ensono médio. Percorremos, da frente do Banco do Brasil, até à praça Joaquim Calado, onde os ônibus intermunicipais fazem para para deixar e pegar passageiros. O objetivo dessa aula passeio, foi constatar in loco, um sério problema que afeta os transeuntes que precisam se mobilizar no centro comercial e bancário de Água Branca. Nós nos deparamos, mais uma vez, com os espaços reservados aos pedestres nesse logradouro público, as calçadas, completamente tomadas por motos e carros estacionados, por exposição de mercadorias e bancas de venda de alimentação e de importados e outros. Mostrei para meus alunos, o perigo que nós estamos submetidos, sendo obrigados a transitar pela pista, numa disputa desleal e perigosa, com motos, bicicletas e carros. Eu e os alunos, de apenas uma turma, tivemos que andar pela pista correndo o risco de sermos atropelados. Mostrei para eles essa triste realidade, embora denunciado por nós, ainda em 2014, nas redes sociais, a prefeitura de Água Branca, na pessoa do gestor, o senhor prefeito Jonas Moura de Araujo, nada fez para solucionar esse grave problema no centro da cidade, mesmo tendo uma secretaria na prefeitura para tratar desse assuntos, a Secretaria Municipal de Transportes. Numa outra oportunidade, irei levar meus alunos do ensino médio, para mostrar, ainda no quesito trânsito, a ausência de faixas de pedestres na frente das escolas, dos ancos e das Igrejas. E, além das faixas de pedestres, uma legislação punitiva para os infratores que não venham a parar seu transporte para dar passagem ao pedestre com inteira segurança. A questão do trânsito em Água Branca, é uma calamidade sem precedente, visto que as vítimas de acidentes de trânsito são as provas reais e incontestáveis do nosso questionamento. Com a palavra as autoridades constituídas legitimamente para gerenciar a coisa publica em Água Branca.

23 de maio de 2015

Fotos íntima de menor vazam no Whatsapp

Fotos íntima de menor vazam no Whatsapp

A menor tirou as fotos em posições sensuais e compartilhou com uma amiga

Depois de uma série de homicídios ocorridos nas últimas horas na cidade de Água Branca, agora o caso de uma adolescente entra em destaque depois que suas fotos íntimas vazam na internet.

As fotos são de uma menor da comunidade São João, zona rural da cidade, localizada a 5 km de Água Branca/Piauí.

Segundo informações levantadas, a menor tirou as fotos em posições sensuais e compartilhou com uma amiga, que vazou as fotos no Whatsapp.

As imagens já estão sendo compartilhadas com alunos das redes públicas e privadas de ensino. Discentes andam exibindo as fotos da adolescente como se fossem um troféu para amigos. Fato que comprova o quanto a juventude não está ciente da seriedade do assunto. Falta informação, é preciso que as escolas levem para sala de aula a importância da privacidade e o cuidado com a intimidade nas redes sociais. Pois do contrario, ações como essas podem ter consequências irreversíveis na vida das pessoas atingidas.

Atitudes como está, violam o artigo 241-A, do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que prevê pena privativa de liberdade de 3 a 6 anos de reclusão e multa para quem “oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, distribuir, publicar ou divulgar por qualquer meio, inclusive por meio de sistema de informática ou telemático, fotografia, vídeo ou outro registro que contenha cena de sexo explicito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente”.

É de grande importância que os pais, assumam as rédias da situação e investiguem os filhos, observando o que eles fazem e com quem andam. Ninguém, quer ver em Água Branca casos como da adolescente Júlia Rebeca que anunciou a própria morte pelas redes sociais. O motivo seria a divulgação de um vídeo íntimo da garota com outra jovem e um homem, que vazou na internet por meio do Whatsapp. No dia 10 de novembro de 2013, a jovem usou o Twitter para anunciar o ato.

17 de janeiro de 2015

26 de novembro de 2014

Água Branca premia e certifica alunos da rede municipal

Município foi o que mais recebeu medalhas nas Olimpíadas de Astronomia e Astronáutica, em todo o Estado

A cidade de Ãgua Branca tem muito o que comemorar. Através de um trabalho diário, comprometido com o desenvolvimento intelectual dos alunos, o município, através da secretaria municipal de Educação, fez a entrega de 261 medalhas aos alunos da rede municipal de ensino, conquistadas nas Olimpíadas de Astronomia e Astronáutica, promovida pelo Ministério da Educação.

Desse total, 151 alunos foram contemplados com a medalha de ouro, destacando o município como o que alcançou o maior número de medalhas em todo o Estado. A premiação aconteceu na noite da última quinta-feira (20).

Para a secretária de educação do município, Cleidimar Tavares, as medalhas deixam orgulhosos todos os que fazem parte da educação no município, pelo seu esforço e dedicação. Já o prefeito Jonas Moura, lembrou que os resultados não acontecem por acaso, não é mágica, e sim fruto de um trabalho sério e competente, que depende não só dos profissionais da educação, mas também dos pais e responsáveis pelos alunos.

Em outro momento foram entregues 260 certificados aos alunos que concluíram o curso do PROERD, que é realizado em parceria a Polícia Militar do Estado. A coordenadora do PROERD no Piauí, a Major Elizete Lima, fez um discurso emocionado, falando que se sente orgulhosa a cada solenidade de certificação, e que em Ãgua Branca foi ainda mais especial, pela dedicação dos instrutores, alunos, do incentivo do pais, e principalmente pelo apoio da gestão municipal. O projeto tem como objetivo principal afastar os jovens das drogas.