Merlong Solano não vê incoerência em apoio do PT a Baleia Rossi na Câmara Federal

O emedebista, que disputa a presidência da casa legislativa, votou favoravel ao processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff

05/01/2021 14:25h

Compartilhar no

O Partido dos Trabalhadores (PT) pôs fim ao impasse interno e deliberou, em reunião de sua bancada na tarde desta segunda-feira (4), o apoio à candidatura do deputado Baleia Rossi (MDB-SP) na disputa pela presidência da Câmara Federal, mesmo este tendo votado favorável ao processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), em 2016.

Apesar de não ignorar os acontecimentos políticos que levaram à deposição da colega de partido com a participação do parlamentar emedebista, Merlong Solano (PT) ressalta que a decisão dos petistas acontece em outro contexto, não configurando exatamente uma incoerência de postura política. 

Merlong Solano (Foto: Poliana Oliveira/Arquivo/ODIA)

“Não podemos esquecer o impedimento da presidente Dilma, mas também não podemos subordinar as estratégias do PT a esta lembrança traumática. Se fizéssemos isto nos tornaríamos reféns do passado e nos condenaríamos ao isolamento político e até social”, argumenta o deputado federal piauiense.


LEIA TAMBÉM: No Piauí, autor da reforma tributária defende união de impostos 

Solano cita que o partido entende a necessidade de participar de “um bloco em defesa da democracia” para impedir a vitória do deputado Arthur Lira (Progressistas-AL), candidato ao comando da casa legislativa que possui maior alinhamento ao presidente Jair Bolsonaro. “É preciso investir no diálogo que ampliou uma base de compromisso que consideramos um avanço possível. 

A defesa da democracia, a garantia da independência do poder Legislativo em relação ao Executivo, o compromisso com pontos relacionados aos direitos do cidadão, que pra nós são muito importantes”, explica o deputado federal piauiense, acrescentando que lançar candidatura própria para ter poucos votos aumentaria o isolamento do partido.

Compartilhar no
Por: Breno Cavalcante

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário