Dr. Pessoa e Montezuma receberam quase R$ 1 milhão do "Fundão" no 2° turno

O emedebista acumula R$ 500 mil em doações do MDB nacional enquanto o candidato tucano R$ 300 mil, oriundos do diretório nacional do PP

24/11/2020 11:18h - Atualizado em 24/11/2020 11:33h

Compartilhar no

Se somados os valores arrecadados por Dr. Pessoa (MDB) e Kleber Montezuma (PSDB) via Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), ou “Fundão” como é popularmente chamado, os dois candidatos a prefeito de Teresina já receberam, só neste período de campanha do segundo turno, quase R$ 1 milhão em recursos públicos.

(Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

O levantamento, realizado nesta terça-feira (24) pelo O DIA com base em dados disponíveis na plataforma de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais (DivulgaCandContas) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), constata que o candidato emedebista recebeu R$ 500 mil do diretório nacional do MDB por meio do FEFC no em 19 de novembro. 

Dr. Pessoa (Foto: Jailson Soares/ODIA)

Já Montezuma obteve, no dia 17 de novembro, uma doação de R$ 300 mil da direção nacional do Progressistas (PP), agremiação partidária do sargento R. Silva, candidato a vice em sua chapa tucana. O valor é inferior ao do seu adversário, porém, se considerado uma doação de R$ 700 da direção nacional do PSDB, o montante ultrapassa a marca de R$ 1 milhão.

Kleber Montezuma (Foto: Jailson Soares/ODIA)

Vale ressaltar que este levantamento não considera outras fontes de captação de recursos, como as mais diversas modalidade de doações de pessoas físicas para a campanha dos candidatos, que disputam o segundo turno em Teresina no próximo domingo (29). 

Compartilhar no
Por: Breno Cavalcante

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário