Diego Melo diz que Patriota pode aderir ao grupo político de Ciro Nogueira no Piauí

O militar, que torce pela filiação de Jair Bolsonaro ao seu partido para a disputa da sua reeleição, afirma que seguirá as orientações do presidente

10/05/2021 17:16h - Atualizado em 10/05/2021 17:31h

Compartilhar no

Presidente do diretório regional do Partido Patriota no Piauí, Diego Melo afirma que, embora considere ser cedo demais qualquer posicionamento em relação às Eleições 2020, o partido pode abrir mão de ter um candidato próprio ao Governo do Estado, a depender de como o cenário político, local e nacional, irá se desenhar até lá. 

Isso porque o militar, uma das principais lideranças “bolsonaristas” no estado, crê na chegada do presidente Jair Bolsonaro à sigla para a disputa da reeleição no próximo ano. “Vamos seguir suas orientações. É o nosso líder e, se Deus quiser, será um patriota filiado ao nosso partido”, disse em entrevista ao O DIA.

Major Diego Melo (Foto: Elias Fontenele/ODIA)

Independente de Bolsonaro acertar ou não sua ida ao Patriota, o dirigente partidário enfatizou que seu grupo político seguirá alinhado ao mandatário, inclusive se o mesmo optar por apoiar um outro partido na disputa majoritária de oposição à Wellington Dias e ao Partido dos Trabalhadores (PT) em todo o estado.

Questionado se a legenda poderia reforçar a coligação e o palanque de um candidato a governador pelo Progressistas (PP), partido comandado pelo senador Ciro Nogueira e um dos mais importantes na base de apoio de Bolsonaro no Congresso Nacional, destacou a importância de “se unir pelo o que é certo”. “Se o presidente orientar…”, concluiu.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário