• COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI 2019 - 2020
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Presidente do Patriota coloca partido à disposição de Bolsonaro

O dirigente quer que o presidente e seus aliados se filiem ao Patriotas para participarem das eleições 2020

07/12/2019 09:23h - Atualizado em 07/12/2019 12:38h

O mandatário nacional do Patriota, Adilson Barroso, abriu as portas do partido para uma possível ida, mesmo que temporária, do presidente Jair Bolsonaro e do grupo de deputados, que deixaram o PSL recentemente e tentam fundar uma nova agremiação política. “Ele sabe que somos fiéis a ele”, disse durante evento partidário em Teresina nesta sexta-feira (6).

Adilson Barroso - No passado, Bolsonaro chegou a anunciar filiação ao partido político. Foto: Elias Fontenele.

Levando em consideração todas as etapas para o Aliança Pelo Brasil conseguir seu registro junto à Justiça Eleitoral, Barroso não acredita que a legenda esteja apta a ter candidatos nas eleições municipais do próximo ano, e sugere uma acomodação provisória. “Para essa eleição ele não tem partido próprio, mas tem um aqui de retaguarda chamado Patriota, que o presidente gosta”, propos.

Bolsonaro esteve perto de uma filiação ao Patriota ainda em 2017, quando este ainda se chamava Partido Ecológico Nacional (PEN), o que não se concretizou, segundo Barroso, porque o então pré-candidato a presidência da República teria sido “enganado” por um grupo.

“Tenho o nome de cada uma dessas pessoas, mas prefiro falar do grupo, que está dando trabalho para ele. Uns já saíram do partido [PSL] e vocês já sabem quem é, mas prefiro não citar”, declarou o presidente do Patriota, que mantém apoio da legenda ao chefe do Executivo nacional.

Edição: João Magalhães
Por: Breno Cavalcante, do Jornal O Dia

Deixe seu comentário