• Enem
  • Premium Outlet
  • Salve Maria
  • Jovens escritores 2019
  • Banner paraíba
  • AZ no rádio
  • cachoeir piaui
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Último acusado de assaltar o Bradesco de Castelo do Piauí é preso

Gean dos Santos Rocha auxiliou o planejamento do crime e foi detido na madrugada desta sexta-feira. Com sua prisão, a polícia deu por encerrado o caso e vai finalizar o inquérito.

15/03/2019 08:39h - Atualizado em 15/03/2019 08:45h

Foi preso na madrugada desta sexta-feira (15) o último acusado de participar da tentativa de assalto ao Banco Bradesco de Castelo do Piauí. O crime foi praticado na madrugada do dia 19 de fevereiro e na ocasião os criminosos ainda metralharam a sede da Polícia Militar da cidade. Identificado como Gean dos Santos Rocha, ele teria auxiliado no planejamento do crime e resgatado os comparsas após a fuga.


Leia também:

Criminosos tentaram explodir sede da PM em Castelo do Piauí 

Suspeito de roubo ao Bradesco de Castelo passou sete dias escondido em matagal 


De acordo com o delegado Thales Gomes, coordenador do Greco (Grupo de Repressão ao Crime Organizado), Gean também fez o transporte das armas usadas no roubo para a casa de Wallinson Eduardo Costa de Melo, conhecido como Gordinho, que foi apontado como sendo o líder da quadrilha.


Foto: Divulgação/Polícia Civil

Antes da prisão de Gean, mais nove pessoas já haviam sido detidas por envolvimento na tentativa de roubo. São elas: Wallinson Eduardo Costa de Melo, Mauro Henrique Vieira, Brendo Raniel dos Santos, um taxista de nome Raimundo Nonato dos Santos, Ferdinando Félix da Silva, Israel da Cruz Santos, André Luís Vieira, Matusalém Nunes Ferreira e Marcelo Viana Vieira.

“O Gean teve participação estratégica no crime, dando todo o suporte que o bando precisou e com sua prisão, estamos dando o caso por encerrado, já que ele era o último que faltava ser detido. A partir de agora o inquérito será fechado para encaminharmos ao Ministério Público”, explicou o delegado Thales.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário