• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

PRF já apreendeu este ano 92% do volume de madeira irregular de 2018

Apreensões deste ano somam um volume de 1.176,87 m³. Nesta quinta, foi apreendida carga de mandioqueira avaliada em R$ 9 mil na BR-316.

18/10/2019 08:27h - Atualizado em 18/10/2019 11:01h

As apreensões de madeira irregular sendo transportada em a devida licença ambiental nas estradas federais piauienses já ultrapassam 1.176,87 m³ ao longo deste ano de 2019. O número já corresponde a pouco mais de 92% do total de apreensões deste tipo de material feitas no ano passado inteiro. Em 2018, a PRF do Piauí retirou de circulação 1.267,33 m³ de madeira sem licença ambiental sendo transportada irregularmente. Os números já colocam o estado como o terceiro do Brasil que mais apreendeu madeira ilegal em 2019.


Leia também: 

PRF apreende carga de madeira ilegal avaliada em R$ 30 mil 

Madeira apreendida é equivalente a quatro campos de futebol 


Nesta quinta-feira (17), uma nova apreensão feita pela PRF, desta vez na altura de Teresina, na BR-316. A ação resultou na prisão de um homem de 51 anos que conduzia o veículo onde o material era levado.

A madeira transportada é conhecida popularmente como mandioqueira e o volume da apreensão totalizou 15,95 m³. A carga inteira foi avaliada em R$ 9.606,00 e vinha da cidade de Breves, no Pará, com destino ao município de Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco, segundo o que informou o condutor do veículo e o que constava nos documentos fiscais apresentados.


Mandioqueira foi apreendida na BR-316, altura de Teresina - Foto: Divulgação/PRF-PI

Tanto a empresa proprietária do veículo transportador da carga, quanto seu condutor foram enquadrados por recebimento ou aquisição para fins comerciais ou industriais de produtos de origem vegetal sem licença da autoridade competente. A detenção para este ilícito prevista na lei de crimes ambientais varia de seis meses a um ano, além do pagamento de multa.

A carga de madeira, juntamente com o veículo, foi encaminhada à sede do IBAMA em Teresina para os a devida destinação. 

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário