PF apura desvio de R$ 1,3 milhão destinados ao combate da covid-19 no Piauí

A segunda fase da Operação Reagente foi deflagrada hoje (25) em quatro municípios. Uma prisão foi efetuada em Teresina.

25/02/2021 08:08h - Atualizado em 25/02/2021 09:28h

Compartilhar no

A Polícia Federal deflagrou nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (25) a segunda fase da Operação Reagente, que apura desvios de recursos públicos destinados ao combate da covid-19 nos municípios piauienses de Isaías Coelho e Arraial do Piauí. Somando-se os prejuízos contabilizados aos cofres com a primeira fase da operação e a segunda, os desvios passam de R$ 1,3 milhão.

Em 2020, quando da primeira fase da Operação Reagente, a Polícia Federal apurou desvios nas cidades de Picos, Bom Jesus e Uruçuí. Na ocasião, foram identificadas fraudes processuais de dispensa de licitação em que uma empresa fazia propostas fictícias de prestação de serviços e de venda de insumos com contratos superfaturados firmados com os entes públicos. 


Leia também: Operação Reagente: Prefeitos se dizem vítimas de empresa 


Segundo a Polícia Federal, há indícios de que esta mesma empresa atuou de forma fraudulenta também em Arraial do Piauí e Isaías Coelho.


Foto: Divulgação/Polícia Federal

Nesta segunda fase da Operação Reagente, estão sendo cumpridos dez mandados de busca e apreensão em Teresina, Picos, Arraial e Isaías Coelho, além de um mandado de prisão preventiva, que foi cumprido na capital. As ordens judiciais foram expedidas pela Vara Única da Justiça Federal de Picos. 


“As medidas objetivam garantir a ordem pública, conveniência de investigação, evitar reiteração da prática delitiva e colher novos elementos de prova que permitam a individualização de conduta dos envolvidos”, diz a PF em nota.


Foto: Divulgação/Polícia Federal

Os investigados poderão responder, conforme sua participação no esquema pelos crimes de associação criminosa, desvio de recursos públicos, dispensa indevida de licitação, corrupção ativa e corrupção ativa. As penas somadas podem chegar a 110 anos de prisão.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Com informações da Polícia Federal

Deixe seu comentário