• COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI 2019 - 2020
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Áudios revelam intenção de integrantes de facção em matar advogado

Em conversa divulgada pela Polícia Civil, um integrante da facção fala sobre querer “a cabeça do gravata”.

15/01/2020 10:31h

Áudiosde conversas entre integrantes das facções Primeiro Comando da Capital (PCC) eBonde dos 40, divulgados na manhã quarta-feira (15) pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SPP/PI), revelam que um advogado ainda não identificado estava marcado para morrer.


Leia mais:

Líderes do PCC e do Bonde dos 40 ficarão isolados em presídio 

Polícia cumpre mandados contra integrantes do PCC e B40 no Piauí 


No áudio, um integrante da facção, que aparece conversando com uma mulher, afirma que uma terceira pessoa estava querendo “a cabeça do gravata”. Segundo a Polícia Civil, o termo gravata é usado pela facção para se dirigir a um advogado.

“E essas ideias aí que ele tava ameaçando, diz que tava querendo aí a cabeça do gravata lá? [sic]”, questiona o homem. A mulher responde que não sabia da informação e pergunta quem havia falado sobre isso, o homem então volta a falar sobre essa terceira pessoa. “Ele mesmo. Ele chegou aqui em mim hoje e passou as ideias. Eu falei: ‘Já vamos descer agora nessa fita aí [sic]’”.

Até o momento, a Polícia Civil não informou quem seria o advogado mencionado na gravação e qual o seu envolvimento com a facção criminosa. Também não há informações se o plano dos criminosos contra o advogado foi concretizado.

A reportagem do O Dia entrou em contato com o delegado Cadena Júnior e com o delegado Luciano Alcântara, responsáveis pela investigação, mas as ligações não foram atendidas.

Faccionados falam sobre armas e drogas

Ao todo, seis áudios exclusivos foram divulgados nesta quarta-feira. Nas gravações, os criminosos falam sobre drogas, armamentos e planejamento de homicídios. Em uma das conversas, uma mulher diz que um homem identificado apenas como "Dentinho" e o irmão receberão 20 kg de droga e pede um adiantamento do valor, já que eles estão devendo. Em outra conversa um homem pede que outro vá fazer uma venda de cocaína. Nos áudios, os faccionados fazem referência a dois tipos de droga: cocaína e maconha.

Sobre os armamentos, os criminosos usam o termo "caneta" para fazer referência às armas, caso estejam sendo gravados pela Polícia. Já outros falam sobre fuzil e revólveres calibre 38. Segundo um deles, o armamento foi comprado com dinheiro do tráfico. "Eu tô com várias armas aqui na caminhada, parceiro, fora as armas dos companheiros. Nesse bagulho desse "verde aí [dinheiro da venda de drogas], eu comprei foi as armas", diz um.

Entenda

Foi deflagrada na manhã de ontem (14), pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP/PI), a Operação Codinomes, que visou dar cumprimento 26 mandados de prisão 28 mandados de busca e apreensão em Teresina. Segundo informações da SSP, os presos são investigados por envolvimento com o tráfico de drogas cometido pelas facções criminosas Primeiro Comando da Capital (PCC) e o Bonde dos 40 (B40). A partir das informações levantadas foram verificadas conexões entre os investigados por tráfico de drogas nos estados do Piauí, Maranhão e São Paulo.

Confira os áudios:











Por: Nathalia Amaral

Deixe seu comentário