Advogado Jefferson Moura é transferido para a Irmão Guido

O acusado estava preso desde a noite do crime no 12º Distrito Policial e foi levado para o sistema prisional.

19/07/2021 13:58h

Compartilhar no

Jefferson Moura Costa, o advogado acusado de estuprar uma diarista em um condomínio da zona Leste de Teresina na última quarta-feira (14), foi transferido para a Penitenciária Irmão Guido. O acusado estava preso desde a noite do crime no 12º Distrito Policial e foi levado para o sistema prisional.

O advogado foi preso em flagrante após uma diarista denunciar que havia sido estuprada enquanto realizava uma faxina em seu apartamento, em Teresina, o que foi confirmado através de exame feito junto ao SAMVIS (Serviço de Atendimento à Mulher Vítima de Violência Sexual).


Leia tambémDelegada fala sobre o perfil das vítimas do advogado Jefferson Moura: "mulheres jovens" 


Jefferson fez contato com a diarista e a buscou em casa por volta as 14h. Após a denúncia da mulher, ele foi foi preso em flagrante pouco depois do crime por guarnições do 5º BPM após indicações de moradores e da própria vítima da localização do apartamento dele. Ele e seu veículo foram reconhecidos pelo marido da vítima.

Foto: Reprodução / Facebook

Outros crimes 

Após a repercussão do caso, várias outras denúncias vieram à tona. O Portal O Dia revelou um dos caso, que uma empresária relatou que sofre abuso do advogado em seu apartamento no momento que realizava a entregue de produtos que ele havia pedido. 

Jefferson Moura Costa também é réu por homicídio . Ele é apontado como sendo o autor do assassinato do cabo do Exército Arione de Moura Lima em crime ocorrido na cidade de Picos em 25 de abril de 2010.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário