Site não abre e timonenses ficam sem autorização de entrada em THE

Moradores da cidade vizinha relatam problemas para conseguir anexar documentos no site criado especificamente para isto. PMT admite instabilidade no sistema.

19/05/2020 10:32h - Atualizado em 19/05/2020 11:15h

Compartilhar no

Começou a valer a partir de hoje (19) o novo decreto municipal que endurece as barreiras sanitárias que ligam Teresina a Timon. Todo morador da cidade vizinha que precisar entrar na capital do Piauí deve apresentar os documentos pessoais, comprovantes de residência e um documento emitido após cadastro em um site da prefeitura para poder ter acesso às pontes.


Leia também: Pontes que ligam Teresina a Timon terão barreiras com medição de temperatura 


O problema é que a página criada pela PMT especialmente para receber esses cadastros e emitir a autorização de entrada está apresentando instabilidade desde ontem e demora a abrir ou nem chega a carregar. Isso acabou deixando muitos timonenses que precisam se deslocar para Teresina sem ter como fazer seu cadastro e, consequentemente, não conseguir emitir o documento que autoriza a passagem de uma cidade para a outra.

É o caso do consultor interno de uma loja especializada em serviços mecânicos para carros, Carlos Santos. Morador de Timon há cinco anos, ele conta que desde ontem tenta abrir o site barreiracovid19.fms e não consegue. A situação se repetiu com sua esposa, que trabalha em um hospital particular de Teresina. Os dois integram o roll de serviços essenciais nesta quarentena, o que torna o deslocamento de Timon para Teresina, onde trabalham, necessário.


Timonenses que precisarem vir a Teresina terão que fazer cadastro em site - Foto: O Dia

Em conversa com o Portalodia.com, Carlos relatou o problema. “Ontem de tarde, desde que anunciaram esse cadastro, por volta das 15h30min, eu iniciei o procedimento, só que quando anexava os arquivos, o site não salvava para emitir a autorização de circulação de Timon para Teresina. Assim também minha esposa, que trabalha em um hospital e não conseguiu de jeito nenhum. Eu ando com minha carteira de trabalho e uma declaração da empresa no carro pro caso de ser parado, já que não consegui emitir declaração nenhum”, diz.

Carlos já precisou passar pela barreira na manhã de hoje (19), mas conta que não foi parado porque abriram passagem para um ônibus que estava na frente e autorizaram que ele seguisse viagem logo atrás. No entanto, ele precisa fazer o trajeto por duas vezes no dia. Na tarde de hoje, Carlos deverá passar novamente pela barreira e teme que se pedirem os documentos, sofra algum constrangimento já que não conseguiu emitir a autorização de circulação.

“Gera um certo incômodo. Ao mesmo tempo que criam essa barreira, eles não disponibilizam os meios do cidadão transitar de forma legal. Por exemplo hoje, se eu fosse parado, eu não estava com o documento legal para apresentar porque o site não abria. Gera incômodo e pode gerar constrangimento, porque vai que eu sou obrigado a ficar retido lá porque não estou com autorização?”, questiona ele.


Motoristas irregulares estão sujeitos a pagar multa e podem ter o carro apreendido - Foto: O Dia

A Prefeitura de Teresina estipulou o pagamento de multa no valor de R$ 195,23, além da apreensão do veículo de quem estiver em desacordo com as normas estabelecidas no decreto.

Para Carlos, seria interessante que a Prefeitura se atentasse para esse detalhe. Ele reconhece que a barreira sanitária é necessária, mas que houve um equívoco ao endurecerem as medidas de restrição ao trânsito de pessoas entre as duas cidades sem antes terem se preparado melhor para isso. “Se não tinham como fazer isso agora, dar condições pra que as pessoas se cadastrassem e usassem o serviço como ele deve ser, que adiassem um pouco mais de tal forma que quando endurecessem essas medidas, ninguém tivesse problemas”, finaliza.

Prefeitura admite instabilidade no site

O Portalodia.com procurou a Prefeitura de Teresina para se manifestar a respeito dos problemas de acesso no site barreiracovid19.fms. Por meio de sua assessoria, a PMT informou que “o sistema está enfrentando uma instabilidade devido à quantidade de acessos simultâneos, mas a passagem de pessoas nesses locais está sendo permitida mediante a apresentação de documentação comprobatória”.

A instabilidade, segundo a PMT, ainda permanece no dia de hoje, mas estão sendo tomadas providências para garantir que quem precise, consiga acessar o site.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário