Hospital Infantil do Piauí dobra número de leitos de UTI após reforma

Foram investidos mais de R$15 milhões, sendo metade oriundos do Governo Estadual e outra parte de emendas parlamentares da bancada federal

16/08/2021 12:38h - Atualizado em 16/08/2021 13:43h

Compartilhar no

As obras de reestruturação do Hospital Infantil Lucídio de Portela, no Centro Sul de Teresina, foram entregues na manhã desta segunda-feira (16), data que se comemora o Aniversário de Teresina. Foram investidos mais de R$15 milhões, sendo metade oriundos do Governo do Estado e outra parte de emendas parlamentares da bancada federal. A unidade dobrou sua capacidade de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e passará a contar com 24 leitos.


Leia também: Novo Hospital Infantil ampliará atendimento à Zona rural do Piauí


“O Hospital Infantil é a cabeça de rede com alta complexidade. Ao todo, são 105 leitos com profissionais de alto nível e esperamos seguir salvando mais vidas. As obras também visam garantir estrutura adequada, conforto e assistência de qualidade para população, inovando assim o novo conceito de pediatria no Piauí nas diferentes áreas”, contou, Florentino Neto, secretário de Estado da Saúde (Sesapi).


Fotos: Assis Fernandess/ODIA

Além da ampliação dos leitos de UTI, o hospital contará com quatro salas cirúrgicas para ampliação da sua capacidade de realização de procedimentos. Outras melhorias são a ampliação da rede de urgência e emergência da unidade em vinte leitos e ampliação dos serviços de radiologia ofertados pelo hospital através da rede SUS, com exames de tomografia, raio-x, eletroneuromiografia e ultrassonografia.

“É um presente para os teresinenses. A partir do Hospital Infantil com alta e média complexidade, poderemos ainda estruturar as principais regiões de saúde do Estado, que são oito no momento. Assim, poderemos integrar o setor público e privado a essa academia, já que aqui é um centro de formação”, completou o governador Wellington Dias. 

Na oportunidade, o chefe do executivo estadual falou ainda sobre a negociação da compra de 500 mil doses da Coronavac com o Instituto Butantan. Ele explicou que na avaliação de ordem legal é aberta essa possibilidade de venda direta aos estados, assim que finalizar o contrato com o Ministério da Saúde. A previsão de entrega para os estados é em setembro.

“Fizemos a parceria com o Butantan, nesse primeiro momento, sabíamos que havia um contrato com o Ministério da Saúde para com o Plano Nacional de Imunização (PNI), que completa as entregas agora em agosto. Portanto, só depois poderíamos negociar. O Piauí é um dos estados do Brasil que fez a opção de compra dessas vacinas com previsão para setembro”, finaliza.

Redução nas filas 

O diretor do Hospital Infantil Lucídio Portela, Vinícius Nascimento, destacou que, com a reforma, o hospital irá dobrar a capacidade, além de dar velocidade na resolução das filas. Ele enfatizou que o atendimento é regulado, ou seja, não funciona como pronto-socorro, mas sim uma retaguarda da rede de urgência e emergência. Assim, com a reforma atual, os leitos nessa modalidade foram ampliados para 20, atendendo os 224 municípios.

“Após estabilizado, o paciente é direcionado para o setor de urgência, mas se necessitar de algum procedimento de alta complexidade ele é direcionado para o Hospital Infantil. É um novo momento da pediatria e é o que o Estado estava precisando”, disse.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário