• Natal
  • Policlinica
  • Motociclista
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Quem são os favoritos, craques e promessas da Série B do Piauiense

O Dia traçou um Raio-X detalhado dos concorrentes ao título da segunda divisão do Piauiense.

06/09/2019 09:29h - Atualizado em 06/09/2019 13:45h

Timon, Cori-Sabbá, Picos, Comercial e Oeirense iniciam hoje (6) a briga pelo título da 2ª divisão do Campeonato Piauiense e o tão sonhado acesso à elite do futebol piauiense 2020. A Série B teve sua última edição em 2016 e depois de ficar dois anos parada, o torneio insere o campeão e vice-campeão ao seleto grupo da Série A do Piauiense, composto hoje por: 4 de julho, Altos, Flamengo, Parnahyba, Piauí e River.

O estádio Lindolfo Monteiro (Teresina) o Deusdeth de Melo (Campo Maior), o Tibério Nunes (Floriano), o Helvídio Nunes (Picos) e estádio Gerson Campos (Oeiras) são os outros palcos que irão receber algumas das principais estrelas do futebol piauiense.


Leia mais:

Cori-Sabbá anuncia contratação do técnico piauiense Valdomiro Ferreira 

Timon apresenta estrelas, define saída e cria caravana de torcedores 


Na rodada de abertura acontece o jogo hoje (6) entre Picos e Timon, no estádio Helvídio Nunes, às 20h, no município de Picos. No sábado (7), Oeirense e Comercial medem forças, às 16h, no estádio Gerson Campos, na cidade de Oeiras. O Cori folga na rodada.

Os cinco times vão disputar a competição em turno único e os quatro melhores colocados avançam para a fase final. Na semifinal, as equipes farão jogos de ida e volta, assim como na final da competição prevista para acontecer na primeira semana de novembro. O Dia traçou um Raio X entre as equipes. 


A Águia Soberana conta com o reforço de duas estrelas na tentativa de levantar o troféu da Segundona - Foto: Arquivo O Dia

Timon

A Águia Soberana conta com o reforço de duas estrelas na tentativa de levantar o troféu da Segundona, pois o time em três participações apenas bate na trave. O elenco composto por Eduardo e Bismarck está entre os mais fortes da competição.

Como chega?                                                           

A equipe comandada por Marcão fez três jogos amistosos antes da estreia e tem no elenco nomes que conhecem bem o futebol do Piauí, caso dos zagueiros Índio e Leandro, do goleiro Jailson e o volante Netinho. A equipe foi umas das primeiras a iniciar os treinamentos. O entrosamento entre os jogadores pode fazer o diferencial mais na frente.

Atualmente, o atacante Eduardo chega como peça chave do grupo. O jogador está com moral após conquistar o Campeonato Piauiense e por ter livrado o Treze (PB) do rebaixamento da Série C do Brasileiro. Em ambas as situações ele foi artilheiro e tem na temporada o saldo de 16 gols marcados. Na mesma situação aparece o meia Bismarck, que também estava no Alvinegro Paraibano. A dupla assistência e ataque pretende ser o carro chefe do técnico Marcão.

Cori-Sabbá

Floriano está em festa com a volta do gigante Cori. A equipe volta depois de dois anos afastada do Campeonato Piauiense. A última vez que se ouviu falar na equipe foi em 2016, quando ficou na oitava colocação do estadual e consequentemente foi rebaixada.

Como chega?

A Águia de Floriano segue ainda em preparação para iniciar os trabalhos na Segundona. Com um tempo maior devido a desistência do Fluminense da competição, o Cori só entra em campo na segunda rodada do estadual.  A equipe empatou em 1 a 1 contra do Real Mirim com a formação titular. O único gol da partida foi marcado por Anderson Kamar.

Anderson Kamar, cartola do time, vai brigar pelo título estadual. Foto: Jade Araujo

Anderson Kamar vai atuar como cartola e camisa 9 durante a divisão de acesso ao estadual. Natural da cidade de Floriano, o atacante retorna para o time onde iniciou a carreira.  Ele já defendeu o River-PI e fora do Piauí atuou por ASA, Campinense, Potiguar e Itumbiara.

Picos

A Sociedade Esportiva de Picos (SEP) também volta atuar depois de ser rebaixada em 2017. O Zagão, como é conhecido, foi o primeiro clube do interior a vencer um campeonato estadual. O time aposta em um elenco mesclado de figuras conhecidas do torcedor piauiense e atletas prata da casa.

Como chega?

Na fase preparação a equipe já conseguiu vencer dois amistosos. O primeiro foi uma goleada de 7 a 0 contra a equipe do Barcelona. No último deles, o Zagão atropelou a equipe do Crato Esporte por 5 a 1.  Os destaques das duas partidas foram Raphael Freitas, João Paulo, Laerth, Romarinho e Lucas.

Raphael Freitas peça principal do Zangão. Foto: Renan Morais

Raphael Freitas é o principal reforço do Zangão para Série B do Campeonato Piauiense. Ele passou pelo clube em 2017, quando o time foi rebaixado e terá a possibilidade de fazer história depois de dois anos longe. Outro destaque é o técnico Adelmo Soares, treinador experiente que já atuou pela equipe, treinou o Parnahyba e tem um currículo que chama atenção.

Oeirense

O time da Primeira Capital, na teoria, conta com a coletividade como um dos principais destaques. A equipe que surge esse ano é caçulinha da competição e para montar um elenco competitivo, fez parceria com o River, e conseguiu por empréstimo parte do elenco que será usado na campanha do estadual. 

Equipe venceu todos jogos da pré-estreia. Foto: Oeirense Instagram

Como chega?

A equipe fez três testes na pré-estreia e venceu todos eles. O primeiro foi contra o Piauí do Rosário de Oeiras, partida que terminou em 2 a 0. O segundo foi uma goleada de 6 a 0 sobre o Galáticos e, por fim, terminou a série de jogos contra o Alegrete do Piauí com um placar de 3 a 0. Nomes como Caio Cezar, Anderson Alagoano e Mondragom serão os caras do time. Do ataque ao setor defensivo. O trio demonstra qualidade e maturidade e passam segurança ao técnico Cícero Monteiro.

Comercial-PI

A única atuação expressiva do Comercial-PI dentro das quatro linhas foi em 2011 quando participou de competições nacionais. De lá pra cá, esteve fora do cenário piauiense. O bode de Campo Maior vem como incógnita da competição. A equipe fez parceria com o 4 de Julho para montagem de elenco.

Técnico Catita é uma das armas do Comercial-PI. Foto: Renan Morais.

Como chega?

No único teste da equipe contra o Fluminense, o Bode perdeu de virada por 2 a 1. No confronto, parte da equipe titular foi usada. A equipe defende esquema tático 3-5-2 e aposta na experiência de jogadores. Experiente, o lateral Barata é o nome mais conhecido entre os selecionados. O técnico Catita, também é uma das figuras mais importantes.

Por: Jorge Machado, do Jornal O Dia / Pâmella Maranhão - Jornal O Dia

Deixe seu comentário