• SOS Unimed
  • Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia

Executivo do São Paulo minimiza críticas a desfalques no clube

Raí disse que o time tricolor voltará a ter u desempenho satisfatório no Campeonato Brasileiro.

13/09/2019 10:35h

Após lesões em seus principais nomes, o time do São Paulo minimizou os recorrentes desfalques. O executivo do clube, Raí, rebateu as críticas feitas ao departamento médico do tricolor, que se intensificaram com o jejum de três jogos sem vitórias no Campeonato Brasileiro

O time não contou nas últimas rodadas com Pablo, Alexandre Pato, Hernanes e Toró, agora liberados para o compromisso de domingo (15), contra o CSA, no Morumbi, às 19h. Daniel Alves e Igor Gomes, que estavam nos amistosos do Brasil, além de Antony e Walce, a serviço da seleção sub-23, também voltam.


Leia também:

São Paulo recebe de volta Antony e Walce, enquanto aguarda Dani Alves 

Daniel Alves estreia com muitas funções no time do São Paulo 


"Não vejo nada de diferente do que acontece em outros clubes. Foi uma coincidência ruim, de jogadores que tiveram lesões ao mesmo tempo, o que acabou trazendo prejuízo à equipe, com menos opções. Mas todos estão voltando", disse Raí, que destacou anteriormente a chegada recente de profissionais ao departamento médico do clube e que citou reuniões internas semanais para discutir a questão.

Dos que voltam, Pablo é o que está há mais tempo fora. Ele não atua desde 13 de julho, em clássico com o Palmeiras, na retomada do Brasileiro pós-Copa América, quando lesionou o ligamento do tornozelo direito. Na ocasião, o atacante voltava de um período de mais de três meses de recuperação, iniciado por sentir dores na panturrilha e que se seguiu com a descoberta de um cisto na coluna lombar, o que exigiu cirurgia.


Foto: Divulgação/ São Paulo FC

Em outro clássico, contra o Santos, em 10 de agosto, foram as vezes de Hernanes e Pato se tornarem baixas, com lesões na coxa direita. O meia deixou o jogo com uma lesão grave no músculo adutor, enquanto o atacante teve diagnosticado, após acusar dores dias depois, um edema na região. A partida ainda foi a despedida de Toró, que, posteriormente, sofreu um estiramento muscular na coxa esquerda em um treinamento.

Há ainda o caso do atacante Joao Rojas, que não atua desde 26 de outubro de 2018, quando o time ainda era treinado pelo uruguaio Diego Aguirre. Na ocasião, ele deixou o campo ao romper o tendão patelar do joelho direito. Já em agosto deste ano, quando estava em fase final de recuperação, o equatoriano precisou de nova intervenção cirúrgica, ao romper o tendão quadricipital do mesmo joelho. O São Paulo não divulga prazo para o retorno dele.

Na coletiva, Raí afirmou ainda que as baixas não ocorreram em um momento decisivo da competição, que chega à 19ª rodada neste final de semana, e que o time pensa agora em uma retomada rumo à ponta da tabela -no momento, o São Paulo é o quinto colocado, com 31 pontos, oito a menos que o líder Flamengo.

"Conseguimos nos manter entre os primeiros até agora, depois de uma arrancada. É normal em um campeonato deste tamanho termos oscilações. É um momento importante, de retomada para atingir os objetivos que a gente traçou, que são ambiciosos, de estar brigando na parte de cima."

Por: Paulo Batistella, da Folhapress

Deixe seu comentário