Motoristas de aplicativo se reúnem com FMS pedindo inclusão na vacinação da covid

Além deles, também participaram do encontro entregadores de delivery e microempreendedores.

11/06/2021 12:21h

Compartilhar no

Mais três categorias estão reivindicando sua inclusão na prioridade de vacinação contra a covid-19 em Teresina. Na manhã desta sexta-feira (11), motoristas de aplicativo, entregadores de delivery e a Associação de Microempreendedores se reuniram com o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Gilberto Albuquerque, para tratar da destinação de doses da vacina para os profissionais.


Leia também: Conselheiros Tutelares de Teresina pedem inclusão na vacinação contra a Covid-19 


O que eles alegam é que são serviços que não pararam durante a pandemia e que possuem trabalhadores que lidam diretamente com o público, o que aumentam os riscos de contaminação pelo coronavírus. Alguns destes setores possuem milhares de profissionais atuando na capital, como é o caso dos motoristas de aplicativo.

João Francisco Martins, primeiro-secretário da associação representante da categoria, diz que Teresina possui quase 5 mil motoristas de aplicativos levando e trazendo passageiros atualmente e que vaciná-los evitará que o vírus se espalhe mais rapidamente, uma vez que o setor lida justamente com o trânsito de gente dentro da cidade.


Foto: Divulgação/FMS

“Querendo ou não, o carro de transporte termina contribuindo para ampliar a transmissibilidade. Ou você tem uma categoria imunizada, ou você faz o vírus se alastrar. Por dia, um motorista de aplicativo tem contato com aproximadamente 50 passageiros. Em 10 dias, isso dá 500 pessoas. Agora imagine o tanto de gente com as quais os 5 mil profissionais tem que lidar diariamente.  Não é só para imunizar. Vamos ter também um transporte mais seguro”, explicou João.

Foram estas reivindicações que os motoristas de aplicativo, junto com os entregadores de delivery e microempreendedores, levaram à FMS hoje. Na reunião, o presidente do órgão explicou que as categorias que desejam ser vacinadas devem primeiro protocolar o requerimento junto ao Conselho de Saúde.

“A gente aqui não pode fazer a inclusão, nós só acatamos o que o Conselho de Saúde nos repassa. As categorias profissionais que querem ter sua cota nos 20% destinados às prioridades pelos municípios devem antes procurar o órgão responsável pela definição desses novos grupos que aí sim eles serão incluídos no nosso cronograma”, explicou Gilberto Albuquerque.

A Associação dos Motoristas de Aplicativo informou que pretende protocolar o requerimento da vacinação junto ao Conselho de Saúde ainda hoje (11).

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário