• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Moradores do Mocambinho relatam onda de assalto durante temporal em THE

Vítimas entraram em contato com a PM e foram orientadas a primeiro fazerem o BO. “Como eu ia sair correndo na rua alagada até a delegacia pra fazer BO?”, questiona morador.

07/02/2020 16:16h

Na última quarta-feira (05), os teresinenses foram surpreendidos por uma forte chuva que causou diversos transtornos para a população. Muitas pessoas estavam na rua no momento do temporal e acabaram ficando ilhadas ou procurando abrigo em paradas de ônibus. Mas a chuva não foi o único problema. É que além de estarem expostos à tempestade, algumas pessoas foram também vítimas de assaltantes que aproveitaram as ruas alagadas e a dificuldade de trânsito das viaturas para fazer arrastões.


LEIA MAIS: VÍDEO: Carros são arrastados durante chuva intensa em Teresina; 

Foi o que aconteceu no Mocambinho, zona Norte de Teresina. Moradores daquela região relatam que um homem numa bicicleta chegou a cometer vários assaltos seguidos enquanto a chuva caía, abordando grupos de pessoas nas paradas de ônibus do bairro, bem como pedestres em áreas isoladas que procuravam abrigo no meio da rua.

Chuva da quarta-feira (05). Foto: Divulgação Reprodução

Um morador que preferiu não se identificar relatou que foi abordado por um homem moreno e com barba por fazer, trajando camisa branca e bermuda jeans em uma bicicleta. “Ele fez a festa. Assaltou várias pessoas, inclusive eu. Aí você fica naquela situação da omissão do estado, porque você pede ajuda, liga para a PM e a PM disse que só podia fazer alguma coisa se você fizesse o BO”, disse.

Uma outra moradora, de nome Ana Raquel, também relatou uma abordagem semelhante, desta vez numa parada de ônibus, enquanto se abrigava da chuva. “O cara chegou de bicicleta, levantou a camisa, mostrou a arma e falou ‘passa o celular’. Aí foi o jeito, eu passei. Ele estava com arma, ninguém sabia se era de verdade ou de brinquedo”, diz.

Além de Raquel, também estavam na parada na hora do assalto dois homens e uma mulher. Esta última, segundo ela, se afastou quando viu que se tratava de um roubo. Um rapaz também entregou o celular e outro disse não ter nada para dar.

Os moradores disseram que acionaram o 9º Batalhão de Polícia Militar, responsável pelo policiamento ostensivo na região do bairro Mocambinho, mas foram orientados a procurar, antes, o Distrito Policial da área e prestar o BO. A resposta da PM revoltou algumas pessoas. “Como eu ia sair correndo na rua alagada até a delegacia pra fazer BO? Não tem condição. Outras pessoas também ligaram e a resposta foi a mesma: que fossem pra delegacia e que eles [os PM’s] não podiam mandar viatura nem fazer nada”, disse um dos moradores.

O que diz a polícia

A reportagem do Portal O Dia tentou contato com o comando da 9º BPM, mas as ligações foram encaminhadas para a caixa de mensagem. A reportagem também buscou a assessoria de comunicação da Polícia Militar para que a corporação se manifeste sobre o ocorrido, no entanto ainda não obteve retorno.

O espaço permanece aberto para futuros esclarecimentos por parte da PM.

Por: Maria Clara Estrêla e Jorge Machado

Deixe seu comentário