Moradores do bairro Socopo recorrem a ônibus intermunicipal para circular em Teresina

A presidente da Associação de Moradores conta que os quatro ônibus que circulavam no bairro foram retirados e que a população precisa se deslocar até a PI-112

27/09/2021 10:06h

Compartilhar no

Que a situação do transporte público em Teresina está caótica, todo mundo sabe. Cada dia pior, a falta de coletivo na cidade tem obrigado os moradores do bairro Socopo, zona Leste da Capital, a utilizar os ônibus vindos de outros municípios para conseguir se deslocar. 


Leia também: Em Teresina, funcionário dorme no trabalho porque não tem ônibus para voltar para casa 

Socorro Rocha, presidente da Associação de Moradores da Vila Novo Socopo, conta que os quatro ônibus que circulavam no bairro foram retirados e transferidos para o bairro Anita Ferraz, deixando a população que reside no Socopo desamparada. “Estamos sem ônibus. Como ainda não vai funcionar a Integração, não poderiam ter tirado o terminal do bairro Socopo. A pessoa passa praticamente uma hora esperando um ônibus ou então desce para a PI-112 para pegar a empresa que vem de União, do povoado Santa Luz ou da zona rural. O primeiro passa 5h50 e depois de hora em hora”, diz.

A única opção de coletivo que os moradores da Vila Socopo têm incluiu um trajeto que demora consideravelmente, atrasando os passageiros. De acordo com Socorro Rocha, o ônibus contempla os bairros Cidade Jardim e Pedra Mole. “Passando nesses bairros até dá certo, mas ele não pode entrar na Anita Ferraz, porque demora muito. Deveriam colocar uma linha atendendo esse bairro”, cita.

(Foto: Reprodução/Google Maps)

Sem opção de ônibus coletivo, os moradores estão buscando outras maneiras para tentar se locomover, como carros de aplicativo ou ônibus alternativos, como microvans, que sai do bairro em direção ao Centro de Teresina. Entretanto, são opções que pesam no bolso da população, especialmente para aqueles que faziam integração.

"Tem um micro-ônibus que está passando e levando as pessoas para o Centro, é o que está passando na Vila. Uber não dá para pegar sempre, porque é muito caro. Enquanto isso, os ônibus não passam de jeito nenhum. Hoje passou um às 7h e depois não passou mais. A situação está péssima para todos aqui da Vila, as pessoas estão reclamando que estamos sem ônibus, que não conseguem ir trabalhar”, pontua.

A presidente da Associação dos Moradores da Vila Novo Socopo informou que irá, ainda nesta segunda-feira (27), à Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans) para buscar uma solução para o problema da região.

Contraponto

A equipe de reportagem do PortalODIA.com tentou contato com a Strans, mas, até o fechamento desta matéria não obteve retorno.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário