Enfermeiros não receberam insalubridade e tiveram plantões cortados, diz Senatepi

A categoria paralisou no mês passado reivindicando o pagamento de 40% do benefício para quem atua nas alas covid. Sindicato denuncia também corte no adicional noturno.

31/03/2021 09:23h - Atualizado em 31/03/2021 09:48h

Compartilhar no

O Sindicato dos Enfermeiros e Técnicos de Enfermagem do Piauí (Senatepi) está denunciando que os 40% referentes ao adicional de insalubridade concedido aos profissionais que atuam na linha de frente da área covid dos hospitais municipais de Teresina não foi pago. 

No início de março, a categoria havia paralisado suas atividades reivindicando o pagamento do adicional e protestando contra a redução de 50% de seus salários. No dia 09, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) havia dito que pagaria os 40% após reunião intermediada pelo Ministério Público Estadual. Não foi o que aconteceu, segundo o presidente do Senatepi, Erick Ricelly. Além de não terem recebido o adicional de insalubridade, ele diz que o valor dos plantões veio cortado no contracheque.

“Os profissionais receberam seu contracheque com valor cortado. Não só a insalubridade, mas também o plantão com menos da metade do valor. E para completar, sem o adicional noturno. Muitos já disseram que iriam entregar as escalas, outros de fato já entregaram e é com isso que a gente fica preocupado. Porque se todo mundo entregar, a população vai ficar sem assistência”, afirmou Erick Ricelly.


Erick Ricelly é presidente do Senatepi - Foto: Reprodução/Youtube

Ele lembra que a Prefeitura de Teresina, por meio da FMS, havia se comprometido a pagar os 40% do adicional de insalubridade após uma reunião com a categoria intermediada pelo Ministério Público Estadual. Na ocasião, o presidente da Fundação, Dr. Gilberto Albuquerque, disse que o valor destinado ao pagamento do benefício viria de recursos próprios do órgão e que contemplaria todos os profissionais em risco e vulnerabilidade diária por conta da pandemia.


Leia também: Motolâncias do SAMU estão sem funcionar em Teresina por falta de profissionais


A reportagem do Portalodia.com entrou em contato com a Fundação Municipal de Saúde para que o órgão se manifeste sobre a denúncia do Senatepi e aguarda retorno. O espaço fica aberto para futuros esclarecimentos.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário