Compra de votos em Teresina: PF cumpre mandados de busca e apreensão na capital

Além de corrupção eleitoral, polícia investiga outros crimes, como transporte irregular de eleitores no primeiro turno

27/11/2020 08:27h - Atualizado em 27/11/2020 09:30h

Compartilhar no

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta sexta-feira (27), a Operação Olaria, que apura corrupção eleitoral [compra de votos] e transporte irregular de eleitores, em benefício de um candidato a vereador de Teresina, que não teve a identidade revelada, no primeiro turno das Eleições Municipais 2020.

O nome da operação faz referência a localidade de origem da liderança política presa em flagrante, no último dia 15 de novembro, na no povoado Cerâmica Cil, zona rural Sul da capital piauiense. Ao todo, estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, expedidos pela 98ª Zona Eleitoral de Teresina.

(Foto: Divulgação/PF)

“O material apreendido agora será analisado, com objetivo de comprovar os crimes investigados e a participação de outras pessoas, inclusive do candidato beneficiado”, informou a PF em nota à imprensa.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Breno Cavalcante, com informações da PF

Deixe seu comentário