• Banner OAB
  • Campanha da Santa Missa
  • Vencer 03
  • Vencer 02
  • Vencer 01
  • Prerrogativas da advogacia
  • Peregrinos da fé
  • Novo app Jornal O Dia

Vereador do PSL sinaliza desistir de concorrer à reeleição este ano

A ideia é ter como candidato seu filho, Sérgio Bandeira, que tem pretensão de entrar para a política.

27/02/2020 07:54h

O vereador Ricardo Bandeira (PSL) não deve disputar a reeleição no próximo mês de outubro. A tendência é que o parlamentar permaneça à frente da Secretaria Municipal de Economia Solidária e apoie o filho, Sérgio Bandeira, na disputa pelo legislativo municipal. De acordo com Ricardo Bandeira, a decisão deve ser consolidada durante o mês de março, após conversas com o prefeito Firmino Filho (PSDB).


Leia também: Walter Rei das Motos anuncia saída do PSL: “Iria servir de laranja” 


“A ideia é ter [como candidato] o Sérgio, que é meu filho mais velho. Ele gosta muito de política e tem a pretensão de disputar a eleição desse ano. É um desejo dele. Estamos conversando com o prefeito Firmino Filho. Agora, no mês março, vamos tomar uma decisão. Eu acredito que ele [Sérgio Bandeira] vai disputar a eleição e eu fico na secretaria. Depende de Deus, primeiro, depois do prefeito, e depois da nossa vontade”, explicou Ricardo Bandeira.


O parlamentar deve continuar no comando da Secretaria de Economia Solidária - Foto: Assis Fernandes/O Dia

Ricardo Bandeira revelou ainda que a tendência é que o Sérgio Bandeira deixe o Podemos e faça parte da chapa proporcional do PSL, sigla presidida pelo vereador Luís André.

A permanência de Ricardo Bandeira no comando da Secretaria Municipal de Economia Solidária beneficia diretamente a suplente Teresinha Medeiros, que não precisará mais deixar a Câmara Municipal no mês de abril, prazo estabelecido pela legislação para o retorno ao legislativo de parlamentares que ocupam cargos no poder executivo.

Por: Natanael Souza, do Jornal O Dia

Deixe seu comentário