Teresinenses voltam às urnas amanhã para escolher o novo prefeito da capital

A disputa será entre Dr. Pessoa (MDB) e Kleber Montezuma (PSDB), os dois candidatos mais votados dentre os 13 que participaram do primeiro turno do pleito.

28/11/2020 17:24h - Atualizado em 28/11/2020 17:48h

Compartilhar no

Neste domingo (29), os eleitores teresinenses voltam às urnas para definir quem será o próximo prefeito da cidade em 2021. A disputa será entre Dr. Pessoa (MDB) e Kleber Montezuma (PSDB), os dois candidatos mais votados dentre os 13 que participaram do primeiro turno do pleito, realizado no último dia 15 de novembro.

Naquela oportunidade, o representante emedebista obteve cerca de 34% dos votos válidos e tomou a dianteira para a segunda etapa da corrida ao Palácio da Cidade. Já o candidato tucano, que conquistou pouco mais de 26% do eleitorado da capital piauiense, tenta agora reverter a diferença do primeiro turno para chegar à vitória.

No total, pouco mais de 32 mil votos separam Pessoa e Montezuma. Neste sentido, ambos intensificaram o corpo a corpo com a população nesta campanha para o segundo turno, além de tentarem atrair e conquistar o apoio de importantes lideranças políticas locais e dos demais candidatos que ficaram pelo primeiro turno.


Dr. Pessoa e Kleber Montezuma disputam o segundo turno da eleição para prefeito de Teresina - Foto: O Dia

Simone Pereira (PSD), Fábio Abreu (PL), Gessy Fonseca (PSC), a grande surpresa desta eleição ao desbancar nomes mais tradicionais e ficar na terceira colocação com mais de 12% dos votos válidos, manifestaram adesão à candidatura do MDB, e apenas Mário Rogério (Cidadania) declarou apoio ao nome do PSDB.

Outros candidatos não tornaram público em quem votariam no segundo turno, como Fábio Novo (PT), apesar do seu partido também ter embarcado no palanque emedebista, ao passo que Lucineide Barros (PSOL), Pedro Laurentino (UP) e Gervásio Santos (PSDB) orientaram as militâncias de suas siglas ao voto nulo.

Pesa contra Montezuma algumas baixas, sobretudo na reta final das atividades que antecedem o dia da votação, a exemplo de Nilson Cavalcante (PSL), Pedro Fernandes (Progressistas) e Joninha (PSDB), candidatos a vereadores não eleitos, que migraram de grupo político e reforçaram a campanha de Pessoa.

Dr. Pessoa faz críticas a atual gestão municipal e ao adversário: “mais de 30 anos nessa enrolação”

Em vantagem para a disputa do segundo turno e liderando todas as pesquisas de intenção de voto para este domingo (29), Dr. Pessoa (MDB) segue otimista e com “esperança” de que será o próximo prefeito de Teresina, cargo que já havia disputado quatro anos atrás pelo PSD, nas eleições municipais de 2016.

Naquela ocasião, o agora emedebista foi derrotado no primeiro turno por Firmino Filho (PSDB), atual gestor e principal articulador da candidatura do ex-secretário municipal de Educação, Kleber Montezuma (PSDB), para sua sucessão. Ambos são alvos de críticas fortes e incisivas por parte de Pessoa.


Médico, o candidato já ocupou cargos de vereador em Teresina, e de deputado estadual - Foto: O Dia

“Esses tiranos e oligarcas do outro lado andam aterrorizando os funcionários públicos. Nossa história é de cidadão, portanto vamos tratar bem mais diferente e melhor os servidores municipais. Não só eles, mas toda a cidade. É o que sabemos fazer, pois minha história é cuidar de gente”, disparou o candidato do MDB.

Para vencer o pleito, Dr Pessoa aposta na possível insatisfação do eleitorado com a administração tucana, que está no poder municipal há algum tempo e, segundo ele, não conseguiu solucionar as demandas da população. “Teresina está há mais de 30 anos nessa enrolação. Deveriam ter feito muito mais e com qualidade”, pontuou.

A previsão da equipe de campanha do médico é que ele vote nas primeiras horas de abertura das sessões eleitorais, às 8h30, na Escola Municipal Professor Antilhon Ribeiro Soares, localizada no bairro Lourival Parente, zona Sul da cidade.

Kleber Montezuma demonstra otimismo e diz que sua principal meta é “cuidar de gente”

Mesmo com perda de apoio de lideranças de partidos da sua base aliada e com todas as pesquisas de intenção de voto apontando um cenário adverso, Kleber Montezuma (PSDB) também continua confiante na vitória no segundo turno da eleição para a Prefeitura de Teresina, neste domingo (29).

“Agora, andando por toda cidade e conversando com a população e recebendo palavras de incentivo, percebemos a cidade se agigantar e temos a crença que os teresinenses irão escolher o melhor, como sempre”, destaca o candidato tucano, que disputa o cargo majoritário pela primeira vez.

No decorrer de toda a campanha, Montezuma, que é ex-secretário  de Educação mas ainda não tão conhecido pela população, buscou enfatizar os números da sua gestão na pasta, sobretudo os índices de avaliação nacional que colocaram o ensino público da rede municipal como a melhor entre todas as capitais do país.


Economista e professor, o tucano já foi secretário de Educação e em outras áreas - Foto: O Dia

Com experiência e passagens por outras áreas da administração municipal, o representante do PSDB na eleição de amanhã se considera a opção mais preparada para comandar o Palácio da Cidade. “Apresentamos as melhores propostas e a nossa principal meta é cuidar de gente”, enfatizou.

Kleber Montezuma vota no Instituto Dom Barreto, escola da rede privada localizada no centro da capital e onde trabalhou como professor por muitos anos, mas até o fechamento desta matéria sua equipe de campanha não havia confirmado o horário de votação do candidato.

Compartilhar no
Por: Breno Cavalcante

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário