Prefeitura de Teresina: Firmino e Lucy Soares indicaram mais de 1.300 terceirizados

O dado foi descoberto durante auditoria realizada pela atual gestão e divulgada pelo vice-prefeito e secretário de Finanças, Robert Rios

18/02/2021 13:06h - Atualizado em 18/02/2021 13:55h

Compartilhar no

O vice-prefeito de Teresina e secretário de Finanças, Robert Rios, anunciou que serão feitas auditorias nas finanças da gestão anterior como forma de identificar irregularidades. Segundo ele, foi encontrada uma folha de terceirizados repleta de indicações políticas, ligadas ao ex-prefeito, Firmino Filho, que serão enxugadas. De acordo com Rios, são cerca de 1.333 terceirizados nomeados somente pelo ex-prefeito Firmino Filho (PSDB) e pela ex-primeira dama e deputada Estadual, Lucy Soares (Progressistas).

(Foto: Reprodução/Internet)

“Estamos analisando que, dos R$220 milhões gastos com terceirizados, muitos não comparecem ao expediente, e estamos começando a desconfiar que muitos não moram em Teresina. Pessoas que foram contratadas no período eleitoral para ajudar nas campanhas, e que vamos fazer os cortes. Somente a ex-primeira dama, Lucy, nomeou 1.098 terceirizados dentro da prefeitura, e o ex-prefeito, Firmino Filho, nomeou 235 terceirizados, assim como os vereadores também nomearam e essa conta foi colocada nas costas da Prefeitura. Aqueles contratos, de R$40 milhões, com ONGs fajutas e imaginárias, acabaram. Não tem mais nenhuma ONG recebendo dinheiro que não existe”, revelou.

Com quase dois meses de gestão, Robert Rios garante que foram encontradas “gorduras nas finanças” e destaca que a reforma administrativa encaminhada pela Prefeitura e aprovada pela Câmara não tinha o objetivo de gerar economia aos cofres públicos.

“Foi uma reforma tímida, que não tinha objetivo de fazer economia, estávamos apenas substituindo. A quantidade de cargos fechados foi a mesma que abrimos. Fizemos cortes profundos. Pela primeira vez na história de Teresina o prefeito e o vice-prefeito vêm trabalhar em seus carros privados. Estamos economizando com tudo que podemos economizar, justamente para honrar a folha de servidores e o custeio”, disse.

Rios enfatizou que todos os casos serão avaliados, de forma a não cometer injustiças e que, aqueles servidores que estão trabalhando e exercendo suas funções corretamente, não deverão se preocupar, ainda que tenham sido nomeados em gestões anteriores.

Compartilhar no
Por: Com informações de Mayara Martins, da O DIA TV

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário