• Campanha Mobieduca
  • Teresina shopping
  • HEMOPI - Junho vermelho
  • ITNET
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att

Merlong Solano quer inclusão de estados e municípios na reforma

Merlong Solano tomou posse na Secretaria de Administração e Previdência, comentou a base aliada do governo e o que espera da atuação de Paes Landim na Câmara..

11/06/2019 10:35h - Atualizado em 11/06/2019 12:50h

"A previdência deve ser enfrentada como um todo". Foi assim que Merlong Solano, que assumiu hoje a Secretaria Estadual de Administração e Previdência (SeadPrev) se referiu à proposta da Reforma Previdenciária, que tramita na Câmara dos Deputados. Assim como o governador Wellington Dias já havia afirmado, Merlong também defendeu a inclusão de estados e município na reforma.

“Há um déficit importante no que respeita à previdências dos estados, há um déficit importante no que respeita à previdência do setor público federal e há um déficit menor no regime geral da previdência. O que eu defendo é uma reforma para todo o país. Uma reforma que onere o menos possível os segmentos mais pobres da sociedade, o que infelizmente o governo federal não considerou, e que distribua aos segmentos de mais alto padrão de renda a maior parte do reajuste que a previdência precisa sofrer”, destacou o secretário.


"A previdência deve ser enfrentada como um todo", afirmou Merlong Solano

Merlong fala em equacionar com o governo federal o problema do déficit da previdência como um dos principais meios para manter o equilíbrio financeiro do Estado e evitar que as contas públicas entrem em colapso, a exemplo do que já ocorreu em outras administrações estaduais pelo país. O foco é a manutenção em dia da folha de pagamento

Paes Landim

Merlong Solano era o primeiro suplente de Fábio Abreu na Câmara Federal. Como Abreu assumiu a Secretaria de Segurança, e agora ele deixa o cargo para assumir a Sead, quem ocupará seu lugar no Congresso é o deputado Paes Landim. Em entrevista durante a posse, Merlong disse confiar na atuação de Landim como base aliada do governador e reafirmou que o parlamentar adotará o mesmo comportamento que ele e Fábio Abreu adotariam

“Somos da mesma base e acredito que o Paes Landim manterá as ações que eu e o Fábio manteríamos no diálogo com o governador, adotando uma postura de apoio a sua administração no Piauí”, disse, acrescentando ainda que Wellington Dias não irá muito adiante no chamamento de mais parlamentares eleitos para assumirem lugar no Executivo, já que este é um dos pontos da reforma administrativa.


Leia mais 

Merlong Solano cogita assumir mandato e voltar para compor governo 

Por: Maria Clara Estrêla, com informações de Breno Cavalcante

Deixe seu comentário