• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Hospital regional atende 350 pacientes em mutirão de cirurgias

Mutirão aconteceu em Esperantina e a Sesapi quer estender a ação para mais quatro municípios.

30/09/2019 07:22h

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, acompanhou ontem (29), o 9º mutirão de cirurgias de catarata realizado no Hospital Regional Dr. Júlio Hartman, em Esperantina. Cerca de 350 pacientes foram atendidos durante a prestação dos serviços. O deputado estadual Francisco Limma (PT), entre outras lideranças políticas da região acompanharam a agenda do gestor.

O parlamentar informou solicitou junto à Secretaria Estadual de Saúde – Sesapi a realização do mutirão em Esperantina e em mais quatro municípios, sendo eles, Piripiri, Pedro II e Marcolândia. Nessas cidades, os mutirões ainda serão agendados. 


Leia também: Comissão encontra insalubridade em hospitais do interior 


“Estamos muito felizes com o resultado do mutirão, que atendeu muitos pacientes que precisavam dessa cirurgia. É mais saúde e qualidade de vida para essas pessoas. Parabéns às equipes que trabalharam nesses dias para conseguir atender a demanda dessa região”, diz o deputado Francisco Limma


Além de Esperantina, mais seis cidades da região também receberão os mutirões - Foto: Divulgação

O controlador do Hospital, Ítalo Gomes, explicou que, ao procurar o hospital, os pacientes são submetidos a uma avaliação, seguida de uma triagem. Se comprovada a necessidade de cirurgia, o procedimento é realizado. “O paciente já sai do hospital com o material do pós-operatório, incluindo o óculos de proteção e os dois colírios que devem ser usados durante 30 dias. Além disso, nossa equipe dá todas as orientações a respeito dos cuidados que devem ser tomados”, explica. 

Ele afirma ainda que, além de Esperantina, mais seis municípios da região dos Cocais também estão recebendo os mutirões de catarata. O mutirão é promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde.

Fonte: Jornal O Dia
Edição: João Magalhães

Deixe seu comentário