Deputado Vermelho defende o regresso dos cassinos em Congresso

Segundo Vermelho, a medida pode ser muito importante para impulsionar o crescimento do setor do turismo.

22/06/2021 11:42h

Compartilhar no


Um deputado federal eleito em 2018, o Deputado Vermelho falou no Congresso acerca da reabertura dos cassinos no Brasil. Segundo Vermelho, a medida pode ser muito importante para impulsionar o crescimento do setor do turismo, um dos mais afetados pela grave situação de saúde pública que se tem vivido desde o início do ano passado. De acordo com a notícia avançada no início de Junho, a medida também é defendida pelo presidente da Comissão de Turismo do Brasil. Nos últimos anos, o setor turístico brasileiro somou perdas na ordem dos 290 bilhões de reais e foi marcado pela eliminação de cerca de 400 mil postos de trabalho.
O Deputado Vermelho não é o único político brasileiro que defende a liberalização dos cassinos, sendo que foram apresentadas em Congresso outras quatro propostas relativas ao jogo legal. As propostas promovem não só o regresso dos cassinos físicos ao Brasil, mas também a integração dos novos jogos de sorte online. Vermelho citou mesmo a necessidade de abordar a "legalidade de todas as modalidades de jogos", sem esquecer o bingo ou as slots (também conhecidas como caça-niqueis).
Vermelho mencionou ainda países sul-americanos como o Uruguai ou a Argentina para suportar a sua proposta e referiu que "é preciso acabar com a hipocrisia." Não é a primeira vez que o tema do jogo legal é abordado em Congresso, sendo que a polêmica da liberalização dos cassinos no Brasil existe há várias décadas. Em tempos, o jogo foi permitido em território nacional, mas a proibição dos cassinos é uma realidade desde meados da década de 40. O Presidente Bolsonaro já chegou a abordar o tema e se declarou um confesso opositor de qualquer proposta que promova o regresso do jogo legal ao Brasil.

Mais de 75% dos países membros da ONU autorizam os jogos de sorte

Um dos melhores argumentos a favor da liberalização dos cassinos no Brasil passa pelos exemplos que vêm do exterior. Atualmente, 75,5% de todos os países membros da ONU autorizam os jogos de sorte físicos e através da Internet. O Brasil é, juntamente com a Bolívia, o único país sul-americano onde o jogo não é legal; uma situação estranha se considerarmos o potencial turístico do Brasil.
De resto, Vermelho declarou que o estado brasileiro pode estar a perder entre 16 a 18 bilhões de reais em impostos anuais por não liberalizar os jogos de sorte. A proibição do jogo também tem vindo a afastar vários profissionais brasileiros de seu país, sejam estes jogadores a tempo inteiro ou empresários ligados ao setor dos cassinos e do iGaming.

O bom exemplo que chega de Portugal

Um país culturalmente próximo do Brasil, Portugal conta com um dos maiores cassinos da Europa e com uma das mais regulamentadas leis de jogo online do mundo. A partir de 2015, todos os serviços de cassino online passaram a ter de obter uma licença para operar em Portugal. A medida contribuiu para que várias empresas de renome procurassem iniciar atividade nesse país, e ajudou o Estado português a obter receitas adicionais na ordem dos vários milhões de euros.
Atualmente, o mercado do jogo em Portugal está mais forte do que nunca. Os utilizadores podem não só visitar cassinos físicos como se divertir em sites de jogo online. É não só possível jogar Legacy of Dead Slot em 888casino mas também experimentar outros serviços, desde Jackpots até à clássica roleta. Para jogar, os portugueses precisam apenas de se registar e ter mais de 18 anos, e podem mesmo ter direito a um bónus de boas-vindas sem depósito. Em apenas 6 anos, mais de 20 entidades de jogo de renome já requisitaram uma licença para explorar a atividade de jogo online em Portugal.

O momento certo para investir no regresso dos cassinos?

Depois de um ano e meio de grandes dificuldades no Brasil, causadas (em grande parte) por uma crise que afetou todo o mundo, será que este é o momento certo para investir na liberalização do jogo? Segundo Vermelho, o regresso dos cassinos ao Brasil pode não só ser urgente como constituir a melhor solução para lidar com as quebras econômicas que se verificaram no setor do turismo.
O regresso dos cassinos poderia não só impulsionar a chegada de mais turistas, mas também o investimento de muitos empresários. Em Congresso, Vermelho falou que existem muitos investidores que procuram uma oportunidade para investir em negócios ligados ao jogo no Brasil.
Tal como Vermelho referiu no seu discurso, "o momento é propício." Depois de mais de 60 anos de proibição do jogo no Brasil, será que ignorar esta gigantesca indústria se está tornando insustentável? Para já, o melhor que os políticos brasileiros podem fazer é continuar a apresentar projetos rumo à liberalização e se apoiar nos casos de sucesso vindos do exterior. Ainda que muitos cépticos defendam que o jogo legal pode dar azo a corrupção financeira e moral, tal nunca se verificou em países como a Argentina, Portugal, ou os Estados Unidos.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário