Ciro Nogueira confirma que assumirá Casa Civil do governo Bolsonaro 

Ciro Nogueira na pasta responsável pela articulação política do governo é um dos pontos de uma reforma ministerial preparada pelo presidente

21/07/2021 15:52h - Atualizado em 21/07/2021 16:02h

Compartilhar no

O senador Ciro Nogueira, presidente nacional do Progressista, afirmou a interlocutores nesta quarta-feira (21) que aceitou a proposta do presidente Bolsonaro de assumir a Casa Civil do Palácio do Planalto. Ciro Nogueira na pasta responsável pela articulação política do governo é um dos pontos de uma reforma ministerial preparada pelo presidente.


Leia também“Gestão de Dr. Pessoa precisa começar”, avalia Ciro Nogueira 


Atual comandante da Casa Civil, o general Luiz Eduardo Ramos seguirá para a Secretaria Geral da Presidência, enquanto o ocupante da pasta, Onyx Lorenzoni, assumirá o Ministério do Emprego e da Previdência Social, que será desmembrado do Ministério da Economia.

Foto: Jailson Soares / O Dia

Ciro Nogueira é considerado um dos articulados dos partidos de centro no Congresso Nacional e ganhou destaque acompanhar as pautas do governo do Senado. O piauiense também se aproximou do governo ao sair em defesa do presidente na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19.

Em recente entrevista ao Sistema O Dia, Ciro Nogueira afirmou que as reformas propostas pelo governo é o que o atrai ao governo. “O que nos aproxima do presidente Bolsonaro são as reformas que o país precisa para se desenvolver. As reformas liberais, privatizações, melhorias no serviço público para a população. Isso nos aproxima. Temos aprovados pautas importante, vamos entrar agora na reforma tributária”, disse.

Ciro defendeu o governo, durante a entrevista, mas apontou que há um problema de comunicação do Palácio do Planalto. “É um governo realizador, mas que tem muitos problemas de comunicação, de demostrar as suas realizações. Nenhum governo realizou tantas obras, principalmente, na infraestrutura do país, fez uma transferência de renda jamais vista para a população. Só no do auxílio emergência se transferiu mais que 10 anos do Bolsa Família”, disse. “Estou focado para tentar melhorar a comunicação. Para que a população tenha conhecimento, precisamos melhorar a comunicação”, finalizou. 

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário