Candidatura coletiva em Teresina foca em educação, cultura e segurança cidadã

O grupo postulante a uma cadeira na Câmara Municipal é liderado pelo sociólogo Messias Júnior, do Solidariedade

09/11/2020 08:53h - Atualizado em 09/11/2020 08:58h

Compartilhar no

Na disputa por uma das 29 vagas da Câmara Municipal de Teresina, o sociólogo Messias Júnior representa uma candidatura coletiva pelo Solidariedade e afirma que tem a educação, a cultura popular e a segurança cidadã como três principais focos de defesa nessa campanha eleitoral no mandato compartilhado. Para ele, esse mandato coletivo é uma nova forma de compor um gabinete e decidir coletivamente sobre as ações do parlamentar no legislativo. 

Messias Júnior e a co-vereadora Babu Viana (Foto: Reprodução/Instagram)  

Segundo Messias Júnior, para além da aproximação e abertura de canais de diálogo entre representantes e sociedade, o mandato compartilhado busca mecanismo de inclusão da sociedade nos processos de decisão e o aumento do seu poder  de influência e interferência dentro dos espaços políticos. "Tenho capital político por já ter sido líder estudantil e assumido cargos públicos, como na área de turismo, em Teresina, e do Imepi, no governo Wilson Martins. Entretanto, não tenho capital econômico nessa disputa. Mas com essa candidatura coletiva as possibilidades de eleição são mais reais porque envolve pessoas que têm e tiveram inserção nos movimentos sociais", destaca o candidato.


LEIA TAMBÉM: Veja dicas de como votar com segurança em meio à pandemia  

Sobre a gestão desse mandato compartilhado, o candidato diz as emendas parlamentares, por exemplo, terão a participação dos co-vereadores sobre como aplicá-las e para quais setores destiná-las, priorizando as áreas que defendem nessa campanha eleitoral e que são as principais bandeiras da candidatura: educação, cultura popular e segurança cidadã. "Chegando no legislativo municipal, claro, que as decisões que serão tomadas sobre as leis, esses covereadores que irão compor o gabinete vão ser ouvidos", explica Messias Júnior.

O candidato explica ainda que o mandato coletivo implica no compromisso de dividir gabinete e mandato com esse co-vereadores, compartilhando a gestão e votando de acordo com as deliberações deles. Com isso, o vereador de mandato coletivo abre espaços para ações e posicionamento pautado no plano de ações apresentado na campanha, focado na juventude e mulheres e nas bandeiras que defendemos que são a educação, cultura e segurança cidadã. "Vale lembrar que esse modelo de mandato já é uma prática em legislativos pelo Brasil, com membros de colaboradores chamados covereadores", finaliza.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Luiz Carlos Oliveira

Deixe seu comentário