• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Travesti piauiense é assassinada por espancamento em Curitiba

Vítima foi atingida por chutes e pancadas com paus e pedras. O crime aconteceu na madrugada do último domingo (13).

16/10/2019 08:01h - Atualizado em 16/10/2019 10:46h

Uma travesti piauiense foi brutalmente assassinada na cidade de Curitiba, estado do Paraná. O crime, segundo a família, aconteceu na madrugada do último domingo (13). A vítima foi morta por espancamento.


Leia também:

Travesti é assassinada a tiros às margens da BR-316 em Teresina 

Gerência da SASC classifica morte de travesti como transfobia 

A família não soube informar o nome social da vítima, mas a identificou como Francisco Romanic Barbosa Magalhães. A travesti havia se mudado para Curitiba após passar uma temporada na Itália. 

Travesti foi brutalmente assassinada. (Foto: Arquivo Pessoal)

A presidente da Liga Piauiense de Futebol Feminino, Jamaica Magalhães, é tia da vítima e relatou ao O Dia que a sobrinha foi morta com requintes de crueldade.

“Espancaram muito ela, a amiga dela falou que deram uma rasteira, pisaram na cabeça dela, mataram com chutes, paus e pedras [sic]”, contou, acrescentando que, para a família, não há dúvida de que o crime tenha sido causado por transfobia.

A vítima chegou a ser socorrida e enviada para um hospital de Curitiba, mas não resistiu aos ferimentos. O traslado do corpo da vítima para o Piauí custa em torno de R$ 18 mil e, por não ter condições de arcar com os custos, a família decidiu fazer o sepultamento na capital paranaense. 

Ainda não há informações sobre os suspeitos de terem cometido o crime.

Por: Nathalia Amaral

Deixe seu comentário