Protesto no Terminal de Petróleo termina em confronto entre PM e manifestantes

A PM dispersou o movimento com bombas de gás lacrimogênio e balas de borracha após os manifestantes se negarem a deixar o local.

11/03/2021 09:21h - Atualizado em 11/03/2021 11:26h

Compartilhar no

O protesto ocorrido nesta quarta-feira (10) no Terminal de Petróleo, na zona Sudeste de Teresina, terminou em confronto entre a Tropa de Choque da Polícia Militar e os manifestantes. De acordo com motoristas de aplicativo que participaram do ato, ainda durante a noite de ontem, a PM dispersou o movimento com bombas de gás lacrimogênio e balas de borracha após os manifestantes se negarem a deixar o local. 


Leia mais: Manifestantes bloqueiam entrada do Terminal de Petróleo de Teresina - Teresina


Segundo informações da PM, a equipe que esteve no local tentou negociar com os manifestantes, mas não obteve sucesso. A ação tinha como objetivo dar cumprimento a uma ordem judicial que determinava a liberação dos acessos do terminal para entrada e saída de caminhões.


Em vídeos gravados pelos próprios manifestantes, é possível ver a ação da polícia para tentar conter o movimento. "Estava pacífico, mesmo assim jogaram aquelas bombas de efeito moral e bala de borracha. Estávamos apenas impedindo os caminhões de saírem do terminal, e do nada eles vieram para cima da gente", relatou um dos motoristas ao O DIA.


Poucas horas antes do confronto, a Tropa de Choque da PM foi acionada para tentar conter o protesto e desobstruir o acesso do Terminal de Petróleo para o transporte de combustíveis. Um caminhão de reboque chegou a ser acionado para retirar os veículos dos motoristas que se negassem a deixar o local.

Cerca de 200 pessoas participaram do protesto, que iniciou por volta das 11h desta quarta-feira. Os manifestantes protestavam contra os constantes aumentos no preço da gasolina. Devido à política de preços da Petrobras, a alta da gasolina já acumula mais de 40% nos primeiros três meses deste ano.

Em nota, a Polícia Militar informou que não houve nenhuma pessoa detida e que todos os recursos destinados a uma crise deste tipo foram utilizados, bem como as etapas de uso diferenciado da força foram exauridas, e ainda que até o final da ocorrência nenhuma pessoa procurou as equipes policiais para informar que estava lesionada ou que teria sido ferida.

Confira a nota na íntegra:

A Polícia Militar do Estado do Piauí informa que a Coordenadoria Geral de Gerenciamento de Crises acompanhou durante todo o dia de ontem (10) o protesto dos motoristas de aplicativos em frente ao terminal de petróleo de Teresina, ato que foi encerrado por força do cumprimento de uma ordem judicial.

Comunica também que não houve nenhuma pessoa detida e que todos os recursos destinados a uma crise deste tipo foram utilizados, bem como as etapas de uso diferenciado da força foram exauridas, e ainda que até o final da ocorrência nenhuma pessoa procurou as equipes policiais para informar que estava lesionada ou que teria sido ferida. A PMPI foi a última a se retirar do local e como resultado obteve a retomada a normalidade  do abastecimento de combustíveis da cidade e de todo o Estado do Piauí.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário