• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Engenheiro pode ter salvado outras duas vítimas da Comvap

A empresa apresentou detalhes do acidente e as medidas assistenciais proporcionadas para as vítimas e familiares

14/11/2019 17:35h - Atualizado em 15/11/2019 10:47h

A direção da empresa Comvap se manifestou em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (14/11) depois que a explosão de uma válvula deixou o engenheiro eletricista Cavalcanti Veloso da Costa, 71 anos, morto e outras duas pessoas feridas na tarde da última terça-feira (12/11), na sede da empresa entre Teresina e União.


Leia também 

Explosão em indústria de União deixa uma pessoa morta 


Luiz Fernando Melo, Diretor Industrial da Comvap, apresentou detalhes do acidente e as medidas assistenciais proporcionadas pela empresa para as vítimas e familiares. Ele explicou que a explosão aconteceu em um equipamento que havia chegada da manutenção em São Paulo.

“Esses ajustes estavam sendo feitos desde o início da manhã, sempre acompanhado pelo técnico deles que veio especificamente para isso, uma atitude responsável nossa. Além disso, pedimos também a presença do Dr. Flávio Veloso, que era consultor nosso há mais de 20 anos, um engenheiro responsável, qualificado e de extrema confiança que prestava consultoria para muitas outras indústrias do país”, disse.

Foto: Reprodução/Clique União

A válvula de escape que se rompeu atingiu o engenheiro no rosto e no pescoço. A posição de Flávio Veloso um pouco a frente teria evitado que o engenheiro eletricista Ariosvaldo Douglas da Silva e o eletricista César Carlos Mesquita fossem atingidos com mais intensidade. Os dois sofreram queimadura.

“A máquina estava rodando em baixa velocidade desde o início do dia e deveria entrar em marcha a partir das 18 horas. Não sabemos o que aconteceu que essa peça se soltou e atingiu o Flávio no rosto e no pescoço. Os outros dois sofreram queimaduras devido ao calor do vapor”, disse. Luiz Fernando Melo afirmou que uma perícia foi chamada ao local para esclarecer as causas do acidente. Até a próxima semana o laudo deve ficar pronto.

A empresa informou que o eletricista César Carlos Mesquita recebeu alta hospitalar, enquanto o engenheiro eletricista Ariosvaldo Douglas da Silva segue internado numa UTI de Teresina. 

Por: Otávio Neto

Deixe seu comentário