"Pescador assassinado em Teresina foi defender primo em briga", conclui polícia

Durante a prisão, populares tentaram linchar o homem e houve disparos da polícia

24/01/2021 11:21h - Atualizado em 24/01/2021 11:31h

Compartilhar no

O pescado José Arimateia Rosa, de 48 anos, morto a facadas na noite desse sábado (23), em bar localizado na Via Coronel Carlos Falcão, no bairro Novo Horizonte, zona Sudeste de Teresina, foi defender o primo de uma briga que se envolveu no estabelecimento, concluiu a investigação da Polícia Civil. 


Leia tambémAcusado de homicídio no Distrito Federal é preso em Floriano 


Segundo o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), José Arimateia consumia bebida alcoólica na companhia de outros dois homens quando teve início uma briga entre eles. Como um dos envolvidos na confusão era seu primo, o pescador tentou interferir na discussão.

Foto: Reprodução / WhatsApp

Um dos envolvidos estava armado com uma arma branca e desferiu golpes de faca na altura do peito de José Arimateia. O Serviço de Atendimento Móvel (SAMU) foi acionado para prestar os primeiros socorros, mas o homem já estava sem vida.

O acusado fugiu do local do crime e buscou se esconder na casa de parentes. Porém, uma denúncia anônima levou a polícia descobrir o paradeiro do acusado. Durante a prisão, populares tentaram linchar o homem e houve disparos da polícia para dispersar a população. 

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário