• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Jovem desaparecida é entregue à família com restrições, diz secretário

De acordo com Fábio Abreu, a adolescente “deu relatos graves” em seu depoimento e as informações serão repassadas à Justiça.

07/11/2019 08:05h - Atualizado em 07/11/2019 08:54h

A jovem G.G.B.O, que estava desaparecida deste o último domingo e foi encontrada na cidade de União na tarde de ontem (06) foi devolvida à família com restrições. Foi isso o que disse o secretário de Segurança Pública do Piauí, Fábio Abreu, em entrevista a uma emissora de TV local. Ele participou das diligências para localização da adolescente. 


Leia também: Família encontra adolescente desaparecida após prova do Enem 


De acordo com ele, a jovem deu “relatos graves” em seu depoimento prestado ainda ontem na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítima (DPCA), e, por conta disso, caberá à Justiça decidir qual será o destino da jovem.

“No momento de sua localização, a DPCA começou imediatamente a tomar as providências em relação ao acompanhamento psicológico e à rede de proteção para depois ouvi-la. Ela informou alguns detalhes relacionados ao convívio familiar e nós a devolvemos à família com restrições, no sentido de preservar as condições físicas e psicológicas dela. Todas as informações prestadas por ela serão apuradas no inquérito e o relato preliminar será encaminhado a Justiça para que ela tome as decisões a respeito do que se passou e do que vai se passar agora”, diz o secretário.


Fábio Abreu, secretário de Segurança Pública - Foto: O Dia

Ainda ontem, após ter sido localizada, a jovem deu um relato preliminar aos policiais que participaram da diligência. De acordo com o capitão Miguel Luz, comandante da Polícia Militar de União e que acompanhou a ação, ela afirmou que estaria sofrendo abuso sexual e que teria fugido em razão disso. A menina passará por exame de corpo de delito para que a polícia possa reunir provas técnicas que refutem ou corroborem com a informação dada por ela.

Em conversa com a reportagem da O DIA TV, a mãe da jovem, Keila Belém, disse que desde que ela desapareceu, que a porta da casa está abeta para recebe-la de volta e que espera que ela confie na família. “Você sabe que eu te amo, que é verdadeiro isso, eu lhe compreendo, vou lhe compreender, compreendo as suas escolhas e espero que você visualize esses conceitos que você tem no seu coração de amor, de perdão. Nós estamos sofrendo muito e queremos você perto da gente”, disse Keila.

O inquérito aberto está sendo conduzido pela DPCA e será encaminhado à Justiça, segundo a polícia, o mais rápido possível para que providências sejam tomadas no sentido de onde a jovem ficará.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário