Jovem é assassinado e primo é baleado no bairro Cidade Jardim, em Teresina

Identificado como Daniel Nascimento, ele estava na porta de casa quando foi surpreendido por dois homens em uma moto. Além deste crime, um outro jovem foi morto a tiros no Anita Ferraz.

17/09/2021 07:34h - Atualizado em 17/09/2021 11:40h

Compartilhar no

A Polícia Militar registrou um homicídio e uma tentativa de homicídio na noite desta quinta-feira (16) na Rua Salto do bairro Cidade Jardim, zona Leste de Teresina. Um jovem identificado como Daniel do Nascimento, 18 anos, foi assassinado a tiros na porta de sua residência e seu primo, de nome Raul da Conceição, também foi atingido pelos disparos.


Leia também: Zona Sul de Teresina registra dois assassinatos e uma tentativa de homicídio em meia hora 



Foto ilustrativa: O Dia

De acordo com o delegado Robert Lavor, do Departamento de Homicídios, Daniel estava na porta de casa quando foi surpreendido por dois homens em uma motocicleta. Eles já chegaram efetuando os disparos, que também atingiram Raul na região da barriga e do braço. A polícia ainda investiga as motivações do crime. "Estamos agindo no sentido de entender quem era o Daniel e quem era o Raul, se eles teriam algum tipo de antecedente. A priori, eles não eram pessoas investigadas pelo DHPP", explicou o delegado.

A polícia vai, agora, ouvir Raul, que testemunhou o crime, e tentar, a partir do depoimento dele, identificar os criminosos. Também serão ouvidos familiares dos dois e outras eventuais testemunhas oculares do ocorrido. Os policiais colheram também imagens de câmeras de segurança nas proximidade do local do crime para analisá-las e tentar chegar ao nome dos autores do crime.

Jovem foi assassinado dentro da casa da namorada no Anita Ferraz

Além do homicídio no Cidade Jardim, um outro crime violento foi registrado na zona Leste de Teresina. Desta vez a vítima foi Alcides Paulo dos Santos Filho, 20 anos, que foi morto com vários disparos de arma de fogo dentro do quarto da namorada. Quando a polícia chegou, encontrou o corpo do jovem em cima da cama. O Departamento de Homicídios está investigando caso, mas ainda não tem informações sobre a motivação do crime nem quem seria seus autores.

"A informação que temos é invadiram a casa e que estavam encapuzados, mas o crime foi testemunhado pela companheira do Alcides e pelas demais pessoas que estavam na residência. Elas devem ter ouvido o diálogo e nós vamos escutá-las também. Precisamos primeiro analisar o perfil da vítima para, então, apontar com mais certeza a dinâmica do ocorrido", afirmou o delegado Robert Lavor.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário