Construtora cerca área de condomínio e gera impasse com moradores

Segundo síndica do condomínio, um grupo de operários começou a cercar o condomínio sem autorização da administradora do local.

28/08/2020 14:49h - Atualizado em 28/08/2020 15:57h

Compartilhar no

Um impasse entre uma construtora e uma administradora de condomínios tem incomodado moradores do Condomínio Novafapi, localizado no bairro Planalto Uruguai, na zona Leste de Teresina. Segundo informações da síndica do condomínio, Maria do Socorro, na noite de ontem (28) um grupo de operários da Construtora iniciaram a construção de uma cerca em frente ao local sem a autorização da administração do condomínio. A cerca está sendo construída na entrada que dá acesso para a Rua Vitorino Orthiges Fernandes.


Leia também:

Polícia Federal cumpre mandados em sede de portal de notícias em Teresina 


Foto: O Dia

Durante a construção da cerca, os operários chegaram até a danificar a encanação de água, prejudicando o abastecimento dos condôminos. "Eu pedi pra ele [o operário] me mostrar o documento que o autorizasse a fazer aquilo. Ele disse que não tinha. Então eu disse que ele só ia continuar se mostrasse os documentos, que ele não ia mais escavar nada. E ele continuou, disse que só ia parar se o dono mandasse. Eu disse que os donos daquela terra somos nós, porque essa terra é do condomínio", afirma a síndica.

Segundo ela, a parte que está sendo cercada é de propriedade do condomínio, que foi construído há cerca de 15 anos. No entanto, a construtura teria vendido o espaço para uma outra construtora.

"Essa área que ele quer invadir é a área de jardim do nosso condomínio que nunca foi feito porque o nosso dinheiro estava apenas dando para pagar as prestações. Terminamos de pagar e vamos arrecadar para ajeitar a frente do nosso condomínio, e ele agora está dizendo que é o dono", denuncia a síndica Maria do Socorro.

Contraponto

Os moradores chegaram a acionar a Polícia Civil para solucionar o impasse. No entanto, os policiais foram até o local e informaram que as providências só poderiam ser tomadas mediante apresentação de documentos do terreno. 

Em contato com a Superintendência de Desenvolvimento Urbano da Zona Leste (Sdu/Leste), a reportagem do O Dia foi informada que local é privado e, por isso, os procedimentos cabíveis devem ser tomados por vias judiciais.

A reportagem do O Dia entrou em contato com o proprietário da Construtora, mas as ligações não foram atendidas. O O Dia reitera que o espaço continua aberto para quaisquer esclarecimentos envolvendo o impasse sobre o terreno do Condomínio Novafapi.

Compartilhar no
Por: Nathalia Amaral

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário