• Natal
  • Policlinica
  • Motociclista
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Acusado de matar Gabriel Brenno passa por audiência de custódia

Deivid Ferreira da Silva foi preso ontem e pediu perdão por ter matado o estudante. Ele confessou o crime. Família acompanha audiência.

08/08/2019 07:46h - Atualizado em 08/08/2019 08:18h

Deivid Ferreira da Silva, acusado de assassinar com um tiro o estudante Gabriel Brenno Nogueira da Silva Oliveira no dia 17 de julho no Centro de Teresina, passará por audiência de custódia na manhã desta quinta-feira (08) no Fórum do Tribunal de Justiça. 

O procedimento está previsto no Código de Processo Penal e visa analisar a legalidade da prisão, bem como que medidas serão adotadas a partir da detenção: se o relaxamento da prisão ou se a determinação de prisão preventiva ou demais medidas cautelares. Entre os aspectos analisados pelo magistrado e que podem pesar na sua decisão estão os antecedentes do acusado e as circunstâncias de sua prisão.


Deivid Ferreira foi preso ontem após passar 22 dias foragido - Foto: Elias Fontinele/O Dia

A família de Gabriel Brenno, que mora em Caxias, no Maranhão, está vindo para Teresina e vai acompanhar a audiência. Nesta quarta (07), após ser preso, Deivid confessou a autoria do crime, disse que premeditou tudo e alegou estar arrependido. Chorando, ele pediu perdão a Deus e aos familiares de Gabriel.

Deivid já vinha sendo monitorado pela polícia há pelo menos 10 dias. Ele foi detido em uma residência no bairro Verde Lar, na zona Leste da Capital, após 22 dias foragido. Segundo a polícia, a casa onde ele se escondia foi cedida por familiares. Conforme explicou o delegado Carlos César Camelo, a família estava se organizando para que Deivid fosse embora do estado. “Os familiares estavam vendendo uma residência no valor de R$ 80 mil, e se ficar comprovado favorecimento para que o suspeito permanecesse em fuga, os responsáveis podem ser processados”, conta.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário