18 pessoas são presas por tráfico, roubo e homicídio em Teresina

Operação visa o cumprimento de mandados de prisão contra diversos crimes. Polícia apreendeu veículos.

28/09/2021 08:29h - Atualizado em 28/09/2021 12:34h

Compartilhar no

A Polícia Civil, por meio do Departamento de Capturas (Decap), está cumprindo na manhã desta terça-feira (28) em Teresina, mandados de prisão contra indivíduos acusados da prática de diversos crimes violentos como roubo, homicídio e tráfico de drogas. Ao todo, 18 pessoas já foram presas somente nas primeiras horas da manhã. A operação de hoje também ocorreu nos municípios de Monsenhor Gil e União. Há alguns dias também foi cumprido mandado em Floriano.


(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Além da Decap, a Operação Cerco Fechado IV conta com o apoio do Grupo de Apoio Operacional (GAO) da Polícia Civil. Esta já é a quarta fase da operação, que, em suas edições anteriores, resultou na fiscalização de mais de mil veículos entre carros e motocicletas nas barreiras policiais montadas em Teresina. Na terceira fase da ação, sete pessoas foram presas na capital

Quem dá mais detalhes é o delegado-geral de Polícia Civil do Piauí, Lucy Keikko. "A maioria destes indivíduos alvos dos mandados eram pessoas já foragidas da justiça e que estavam sendo procurados por crimes como estupro, roubo com grave ameaça à vítima e homicídios. São indivíduos que tiveram seus mandados de prisão expedidos só agora pela justiça. Essa é a nossa resposta para redução da criminalidade em Teresina", explicou o delegado.

Delegado-geral de Polícia Civil do Piauí, Lucy Keikko (Foto: Assis Fernandes/ODIA)

O delegado pontuou que outras operações neste sentido serão realizadas. “É uma tendência que ocorram mais ações dessa natureza e com mais frequências. Os locais não serão antecipados para não atrapalhar as investigações”, disse.

A Operação Cerco Fechado IV segue durante todo o dia de hoje para dar cumprimento ao máximo de mandados judiciais possíveis. Os presos estão sendo encaminhados para exame de corpo de delito no IML e, de lá, seguem para o sistema prisional.

“Não fugimos das nossas responsabilidades. O papel da Polícia Civil é investigar crimes, descobrir autorias, provar materialidade, e estamos fazendo. Temos ações muito positivas de várias unidades, como a Depre, DHPP, Polinter e outros Distritos da capital. No interior do Estado tivemos ações exitosas, com a última operação em São Raimundo Nonato, com apreensão significativa de drogas, e em Picos”, completou.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário