Piauí aguarda decisão do ministério sobre antecipação da segunda dose da Pfizer

A Sesapi seguirá a redução do prazo da imunização com a vacina da Pzifer caso o país adote a medida

26/07/2021 13:53h - Atualizado em 26/07/2021 14:00h

Compartilhar no

O Ministério da Saúde deve reduzir o intervalo de tempo entre a aplicação da primeira e segunda dose da vacina da Pzifer contra a Covid-19. Atualmente, o protocolo obedece um prazo de três meses para a aplicação da segunda dose do imunizante. Contudo, por recomendação da fabricante, esse período pode ser reduzido para apenas 21 dias.


Leia também: Vacinação covid: confira quem pode se vacinar esta semana de Teresina 


A possibilidade dessa mudança foi confirmada nesta segunda-feira (26) pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, à coluna da jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo. Queiroga declarou que é “muito provável” que o ministério siga as orientações da bula da vacina da Pfizer.

Foto: Assis Fernandes / O Dia 

O ministro declarou ainda que tem confiança de que o país receba um total de 100 mil doses do imunizante até dezembro para conseguir suprir a redução do intervalo da aplicação. Queiroga ressaltou também que o ministério tem a logística de distribuição para garantir a diminuição do prazo para 21 dias. 

Ao Portal O Dia, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) declarou que o Estado segue as diretrizes adotadas pelo Ministro da Saúde e seguirá a redução do prazo da imunização com a vacina da Pzifer caso o país adote a medida e pontuou que o Ministério ainda analisa essa mudança. 

Vacinação no Piauí

O estado do Piauí já vacinou 1 288 503 com a primeira doses dos imunizantes contra a Covid-19, o que representa 39,27%. De acordo com o vacinômetro da Sesapi, 456 898 pessoas já completaram a imunização com a segunda dose, ou 15,30% da população piauiense. 

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário