Permissionários da Uespi pedem ajuda e doação de alimentos

Com os trailers de lanchonetes e xerox fechados por conta da pandemia, os trabalhadores estão passando por necessidade. Saiba como ajudar.

19/05/2020 11:53h

Compartilhar no

Os permissionários que trabalham na Universidade Estadual do Piauí (Uespi), campus Torquato Neto, zona Norte de Teresina, estão passando por grandes dificuldades neste momento de pandemia por conta novo coronavírus. Com seus trailers de lanchonetes e xerox fechados, devido à suspensão das atividades na instituição, eles estão contando com a colaboração e boa vontade das pessoas para conseguir alimentos. 


Leia também: Lar de Maria registra queda de doações devido a pandemia 


Raimundo Barradas (40) é permissionário na Uespi há mais de 20 anos. Ele tem uma lanchonete no local e fala das dificuldades que ele e os demais trabalhadores estão passando por conta dos estabelecimentos fechados. 

“Está sendo muito ruim para todos que trabalham lá. Todos tiravam seus sustentos do que vendiam lá e agora tem gente que não tem o que comer. Estamos pedindo ajuda para quem puder nos ajudar doando alimentos, cestas básicas ou dinheiro para comprar alimentos. Qualquer ajuda é bem vinda, pois estamos mesmo necessitados”, diz o trabalhador.

Ao todo, cerca de 35 pessoas, entre proprietários de trailers e funcionários, estão necessitando de ajuda. Alguns trabalhadores moram de aluguel, o que tem tornado a situação ainda mais agravante. É o caso de Maria Deuzalina do Nascimento.


Maria Deuzalina do Nascimento - Foto: Arquivo Pessoal

Eu tenho uma lanchonete na Uespi há 22 anos e é de lá que eu sustento minha família, mas por conta da pandemia estamos passando por uma situação difícil, sem contar que eu moro de aluguel. Então, quem puder e quiser me ajudar, meu telefone é (86) 98805-5949”, fala.

Raimundo Barradas conta que os permissionários estão com as atividades paradas desde que a pandemia iniciou, coincidindo também com o período de férias da Uespi. Desde então os permissionários iniciaram uma campanha para arrecadar alimentos e ajudar no sustento das famílias.

“Algumas pessoas já estão começando a doar e algumas famílias já vieram buscar as cestas básicas. Fizemos a primeira entrega no começo do mês, mas comida é algo que precisa sempre, então estamos tentando arrecadar mais alimentos para conseguir entregar as segundas cestas até o final deste mês. Estamos registrando tudo para mostrar que realmente esses alimentos estão sendo destinados para quem precisa, porque sabemos que tem gente que tenta se aproveitar nesse momento, mas nós não, nós estamos realmente precisando”, frisa Raimundo Barradas.

Quem desejar fazer alguma doação pode entrar em contato com Raimundo Barradas pelo telefone (86) 98183-9746.

Compartilhar no
Por: Isabela Lopes

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário