• COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI 2019 - 2020
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Mortes por choque alertam para riscos de equipamentos elétricos

Engenheiro elétrico lista orientações que devem ser seguidas para evitar acidentes e detalha como agir em caso de descarga.

03/01/2020 08:07h - Atualizado em 03/01/2020 11:25h

Em apenas quatro dias, três pessoas morreram no Piauí após sofrerem descarga elétrica. Em dois dos casos, as vítimas tiveram contato com água, o que contribuiu para as mortes. Já a terceira vítima teve contato com uma cerca elétrica. 


Leia também

Músico morre após sofrer descarga elétrica em Barra Grande 


Veja também



O engenheiro elétrico, Raionne Furtado Rocha, explica que a água, com exceção da destilada, é um excelente condutor de eletricidade. Isto acontece porque o líquido possui sais minerais e íons livres em sua composição, fazendo com que o líquido conduza melhor a eletricidade. 

Por isso, ao manusear equipamentos elétricos, deve-se observar alguns aspectos, como as condições do cabo que interliga à tomada, se não existe algum fio de cobre exposto ou alguma outra falha. 

Mortes por choque alertam para cuidados com equipamentos elétricos. (Foto: Folhapress)

“Não se deve manuseá-lo descalço e em hipótese alguma deve-se estar com o corpo molhado. O ideal é evitar a mistura de água com eletricidade, porque isso pode ocasionar um acidente muito sério ou até mesmo fatal”, enfatiza o engenheiro.

O que fazer 

Se por ventura você presenciar uma pessoa sofrendo uma descarga elétrica, deve-se imediatamente interromper essa corrente e jamais tocar na pessoa que está recebendo a descarga. Procure o disjuntor geral da casa e desarme-o. 

Em uma residência, por exemplo, a recomendação de Raionne Furtado Rocha é fazer um sistema de aterramento bem dimensionado e contar com a utilização de um dispositivo de proteção contra fuga de corrente, mais conhecido como DR.

“Ele atua seccionando a corrente elétrica ao perceber que houve uma fuga de corrente pra terra. Ou seja, ele desarma o circuito da tomada antes que a pessoa sinta a descarga elétrica. Para a utilização desse dispositivo, é imprescindível que a pessoa tenha as instalações executadas por um profissional da área, que entenda das normas vigentes e às ponha em prática”, disse. 

E para quem tem criança em casa, o cuidado deve ser redobrado. Além de instalar o DR ou IDR no circuito de tomadas, deve-se utilizar os protetores de tomadas e ficar sempre atento pra não permitir que as crianças manuseiem equipamentos elétricos.

Por: Isabela Lopes

Deixe seu comentário