Hospitais que negam atendimento a pacientes do Plamta serão descredenciados, afirma Iaspi

Segundo o órgão, a sua ouvidoria recebe em média cinco queixas diárias acerca deste problema

03/03/2021 13:59h - Atualizado em 03/03/2021 16:16h

Compartilhar no

O Instituto de Assistência e Previdência Privada do Estado do Piauí (Iaspi) irá descredenciar os hospitais da rede privada que se recusam a atender pacientes do Plano Médico de Assistência e Tratamento (Plamta). O tema foi discutido nesta quarta-feira (3), em uma reunião entre o governador Wellington Dias (PT), a direção do instituto e gestores das secretarias de Saúde e Fazenda.

“Estamos notificando a rede credenciada quanto ao descumprimento de contrato, e não havendo a retomada imediata dos atendimentos, daremos início ao processo de descredenciamento. O único motivo que justifica a falta de atendimento é o esgotamento de vagas e, nesse caso, ocorreria para todos os usuários e não somente aos segurados do Plamta”, afirmou Daniela Aita, presidente do Iaspi.

Daniela Aita, presidente do Iaspi (Foto: Divulgação/Iaspi)

Segundo o instituto, são cerca de cinco queixas em médias que são protocoladas diariamente. O órgão sugere aos pacientes que não conseguirem atendimento ao procurar os hospitais credenciados que acionem a Ouvidoria do Iaspi para registrar a queixa e que as devidas providências jurídicas e administrativas cabíveis sejam tomadas.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações da CCom

Deixe seu comentário