• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Clientes reclamam de 'privilégio' a Paulo Betti em voo cancelado

O voo previsto para sair às 6h20 do Aeroporto de Teresina, com destino a Brasília. Empresa realocou ator em outro voo e os demais passageiros não.

25/11/2019 08:21h - Atualizado em 25/11/2019 15:54h

Um voo da companhia aérea Gol, com saída do Aeroporto Ministro Petrônio Portella, em Teresina, com destino ao Aeroporto Internacional de Brasília, foi cancelado no início da manhã desta segunda-feira (25) após um possível problema no radar da aeronave. O cancelamento teria causado filas e gerado transtornos para quem precisava cumprir compromissos na capital federal

Segundo informações dos próprios passageiros, o ator Paulo Betti também estava com passagem prevista para embarcar no voo. O ator estava no Piauí para a divulgação do seu novo filme ‘A Fera na Selva’.

Os passageiros reclamam que a companhia conseguiu realocar o ator em um novo voo. No entanto, os demais passageiros continuam aguardando um posicionamento da Gol para seguirem viagem. "Ele estava no voo. Resolveram o problema dele, mas não resolveram o nosso", diz um dos passageiros.


De acordo com o servidor público federal, Jonas Matas, os clientes só tomaram conhecimento do cancelamento do voo quando já estavam na fila para embarque. Segundo ele, muitos passageiros ficaram com os ânimos exaltados por não receberem atendimento no balcão da companhia.


Leia mais:

Em pânico, passageiros rezam após avião apresentar falha em voo 




Passageiros esperam atendimento no balcão da Gol no Aeroporto de Teresina. (Foto: Reprodução/Wpp)

"O voo era para 6h20 e detectaram esse problema no radar. O pessoal da companhia aérea não ficou no balcão por um tempo, para não dar atendimento, e o pessoal começou a ficar com os ânimos exaltados", afirma.

Segundo ele, depois de alguns minutos sem posicionamento da companhia, o atendimento foi retomado e a Gol teria informado que irá reembolsar os clientes ou remarcar as passagens para outros voos, de acordo com a escolha de cada passageiro. Apesar das soluções apresentadas pela empresa, os passageiros reclamam de descaso, pois muitos tinham compromissos a cumprir em Brasília.

"Estão prometendo o reembolso e você que se vire para viajar no horário que der, ou então remarcar o horário da passagem, mas pelo visto não tem horário para todo mundo, está um completo descaso e constrangimento para todos os passageiros", destaca.

O servidor da Defensoria Pública de Brasília, Raimundo de Carvalho, também é um dos passageiros que está aguardando embarcar para Brasília, após o cancelamento do voo. Segundo ele, o transtorno pode fazer com que ele perca um dia de trabalho. 

"Eu tinha que estar lá em Brasília até as 10h, porque começo a trabalhar meio-dia, e estou nessa agonia por falta de competência dos funcionários da Gol, deixando todos nós desamparados", enfatiza.

Em nota, A GOL informou que a aeronave programada para realizar o voo G3 1717 (Teresina - Brasília) na manhã de hoje, apresentou uma limitação técnica, sendo necessário passar por uma revisão de manutenção. "A Companhia lamenta os transtornos causados por esta situação e garante que todos os Clientes serão acomodados em voos subsequentes, reiterando que tais medidas visam garantir a Segurança, valor número um da GOL", reiterou.


Por: Nathalia Amaral

Deixe seu comentário