Covid-19 no Piauí: Sesapi compra mais de 200 mil testes rápidos

Ao todo, 144 mil são para o Busca Ativa e 58.682 serão distribuídos nos hospitais.

04/12/2020 12:35h - Atualizado em 04/12/2020 12:54h

Compartilhar no

Nesta sexta-feira (04), a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) realizou a compra de 202.682 testes rápidos para detectar a presença do coronavírus. Os testes serão entregues para os hospitais da Rede Estadual de Saúde e para o Programa Busca Ativa“Vamos entregar 144 mil para o Busca Ativa e 58.682 serão distribuídos nos hospitais. Estamos incrementando ainda mais nossa rede de combate a pandemia, oferecendo testes, para que possamos diagnosticar e tratar nossa população”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto. 


Leia também:

Testes encalhados: Piauí rebate Bolsonaro e diz que cumpriu a demanda 

Covid-19: Senado quer critérios para distribuição de vacinas entre os Estados 

Covid-19: Reino Unido aprova vacina Pfizer e deve começar imunizar população 


O estado do Piauí é o segundo do Brasil a testar a população, segundo a PNAD Covid-19, divulgada, pelo IBGE, 19,4% dos piauienses realizaram algum teste de diagnóstico da doença. Somente o Laboratório Central de Saúde Pública do Piauí (Lacen) já contabilizou 103.918 exames RT-PCR. Também já foram feitos 312.103 mil testes rápidos. 


Covid-19 no Piauí: Sesapi compra mais de 200 mil testes rápidos. Ascom

A Organização Mundial da Saúde afirmou que a realização de testes é uma das estratégias mais eficientes para se combater o contágio do coronavírus. E ações como as do Programa Busca Ativa, que testa as pessoas que moram com casos confirmados da Covid-19, tem tido êxito no controle da transmissão da doença no Piauí.

Além da compra destes 200 mil testes, a Sesapi também abriu um processo licitatório, na modalidade pregão eletrônico, para aquisição de 1.577.879 milhão de testes rápidos, que serão fornecidos de acordo com a demanda. 

“Estamos nos programando para que até o surgimento da vacina contra Covid-19 e o fim da pandemia tenhamos testagem. Por isso abrimos esse registro de preços, por meio do qual vamos realizar as compras de acordo com a necessidade da nossa rede de saúde. Tudo isso objetivando o controle da doença”, lembra o gestor. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: Da Redação

Deixe seu comentário