Cirurgias eletivas são suspensas no Piauí para remanejamento de profissionais

O decreto estabelece a suspensão por 15 dias, podendo ser prorrogado dependendo do comportamento da doenças nas próximas semanas.

12/03/2021 15:19h

Compartilhar no

O Governo do Piauí decidiu suspender a realização de cirurgias eletivas e atendimentos ambulatoriais nos hospitais da rede pública. A medida foi adotada em decreto publicado na última quarta-feira (10) devido ao crescimento no número de casos de Covid-19, óbitos em consequência da doença e ao aumento da taxa de ocupação dos leitos da rede hospitalar do Piauí. 


Leia tambémAumentam casos de gestantes com covid-19 no Piauí 

Teresina: Média de óbitos por covid-19 cresce mais de 200% em sete dias 


“Devido ao aumento do número de casos e óbitos e à necessidade de abertura do maior número de leitos para tratamento de pacientes acometidos pelo novo coronavírus, chegamos ao consenso de suspender as cirurgias eletivas e atendimentos por este período”, informou o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

Com a determinação, apenas os procedimentos cirúrgicos e ambulatoriais  materno-infantil, oncológicos, cardiológicos e neurológicos continuam sendo realizados. O decreto estabelece a suspensão por 15 dias, podendo ser prorrogado dependendo do comportamento da doenças nas próximas semanas.

Foto: Divulgação / Ccom

Florentino Neto explicou que os profissionais que atuariam nas cirurgias e nos atendimentos ambulatórias serão remanejados para aéreas de tratamento exclusivo de Covid-19 por causa da alta demanda que se apresenta na capital e no interior do estado.

“Com essa medida, também vamos remanejar os profissionais dessas áreas para o atendimento aos pacientes acometidos pela Covid-19, da mesma forma como fizemos atrás, no outro pico da pandemia, uma vez que nossa demanda hospitalar está muito alta”, disse o secretário. 

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), informa que os pacientes que estiverem com as cirurgias agendadas devem procurar os hospitais, quando o decreto deixar de vigorar, para a remarcação das mesmas.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário