Cabos de energia são furtados e SDU Sudeste suspende atendimento presencial

A Superintendência informou que já está adotando todas as medidas cabíveis para identificar os responsáveis e também já registrou boletim de ocorrência.

23/11/2020 14:00h

Compartilhar no

Nem mesmo os órgãos públicos estão isentos das ações de vandalismo em Teresina. Desta vez, o alvo foi a sede da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Sudeste (Sdu Sudeste), localizada na avenida Deputado Paulo Ferraz, no bairro Beira Rio, zona Sudeste de Teresina. Segundo a Prefeitura de Teresina, cabos do transformador que leva energia ao prédio foram furtados durante o final de semana, comprometendo o funcionamento do órgão.


Leia também: Covid-19: Wellington diz que usará a primeira vacina que for autorizada 

Foto: Reprodução/Google

Por conta disso, os trabalhos nesta segunda-feira acontecerão em regime de home office. A previsão é de que o problema seja resolvido até esta terça-feira, quando o atendimento presencial ao público será retomado. Enquanto isso, os teresinenses poderão entrar em contato com a Superintendência através do telefone (86) 99416 2140, por email no [email protected] ou ainda por meio do aplicativo Colab. 

A Superintendência informou que já está adotando todas as medidas cabíveis para identificar os responsáveis e também já registrou boletim de ocorrência.

Essa não é a primeira vez que ações de vandalismo comprometem o atendimento à população. Na última semana, duas estações de ônibus de Teresina também foram alvo de criminosos. De acordo com a PMT, os envolvidos na ação quebraram as portas de vidro das Estações Ivan Tito ( zona Sul) no sentido Norte Sul; e da Água Mineral ( zona Norte) no sentido bairro centro. Furtos de cabos de energia e lâmpadas também aconteceram em seis estações do Corredor da Miguel Rosa, no mês de outubro.

"Em todos os casos, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) tem registrado boletins de ocorrência, além de arcar com os custos de reparo da estrutura danificada e de reposição do material furtado", informou a PMT, acrescentando que, somente por problemas desse tipo nas estações do corredor da Miguel Rosa, já foram registrados 15 Boletins de Ocorrência.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Nathalia Amaral

Deixe seu comentário