Brasil terá 2 milhões de doses ainda em janeiro, confirma AstraZeneca à Wellington Dias

A empresa confirmou ainda que até o final dessa semana apresentará à Anvisa o pedido emergencial de autorização

06/01/2021 14:31h - Atualizado em 06/01/2021 14:43h

Compartilhar no

A farmacêutica AstraZeneca irá entregar um total de 2 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 ao Brasil ainda nesse mês de janeiro. A confirmação foi dada ao governador Wellington Dias, presidente do Consórcio Nordeste e líder do Fórum dos Governadores, durante reunião virtual nesta quarta-feira (6) que reuniu representantes da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e da AstraZeneca Brasil.


Leia tambémCOVID-19: Governo decide reabrir leitos de UTI no Piauí 

COVID-19: Wellington Dias cobra vacinação em reunião com Rodrigo Maia 


Segundo Wellington Dias, a empresa confirmou ainda que até o final dessa semana apresentará à Anvisa o pedido emergencial de autorização para uso da vacina. A agência brasileira terá um prazo de 10 dias para apresentar um parecer.  

“A AstraZeneca confirmou a entrega das vacinas ainda em janeiro e, até sexta-feira (8), entra com o pedido emergencial, que permite, em um prazo máximo de 10 dias, ter a autorização da Anvisa para o uso, tanto dessas doses quanto do TFA, que é o princípio ativo da AstraZeneca e que, por meio da Fiocruz, faz a vacina pronta para distribuição”, afirmou Wellington.

Foto: Divulgação 

Ainda conforme o governo, tanto a Friocruz como o Instituto Butatan enviarão pedidos de autorização do uso emergencial do imunizante à Avisa. O prazo também será de dez dias para o parecer. Com a autorização, os laboratórios iniciarão a produção e distribuição das doses aos estados.

Na próxima segunda-feira (11) o governador participa de uma reunião para discutir a elaboração de um cronograma de vacinação. “A ideia é que, na segunda-feira, na reunião com as autoridades de diferentes áreas, possamos ter o cronograma para vacinação no Brasil, claro, com muita responsabilidade, mas também com a urgência e agilidade que a situação exige”, frisou Dias.

De acordo com o cronograma previsto pela Fiocruz, a expectativa de produção é de 50 milhões de doses até o mês de abril.  “O que acertamos foi para que tenhamos algo como 50 milhões de doses para o Ministério da Saúde, destinado ao Plano Nacional de Imunização, até o mês de abril. Também deixamos como pedido dos governadores do Brasil para que a AstraZeneca possa ampliar a produção das doses, alcançando capacidade plena da Fiocruz, que pode chegar a 30 milhões de doses de vacina por mês”, disse Wellington.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Otávio Neto

Deixe seu comentário