Aulas das escolas estaduais retornam na segunda quinzena de fevereiro de 2022

O período letivo 2021 das escolas estaduais deve encerrar na última semana de dezembro, véspera de natal.

06/12/2021 10:44h

Compartilhar no

O período letivo 2021 das escolas estaduais deve encerrar na última semana de dezembro, véspera de natal. Já o ano letivo de 2022 está marcado para iniciar na segunda quinzena de fevereiro. A informação foi confirmada pelo secretário de Estado da Educação do Piauí (Seduc), Ellen Gera. Além disso, o edital de matrícula para 2022 já está aberto.

O secretário destacou que as escolas não pararam, mesmo durante a pandemia, devido a regulamentação da possibilidade computar as horas de maneira remota, por meio do Conselho Estadual de Educação e do Conselho Nacional de Educação.

(Foto: Jailson Soares/ODIA)

“As escolas da rede que cumpriram a carga horária, tanto em dias letivos como em carga horária, vão encerrar regularmente agora no mês de dezembro, na última semana, véspera de natal. Uma escola ou outra talvez tenha que ir até janeiro de 2022 para completar a carga horária, como exigência para o Ensino Médio”, disse, acrescentando também que a Seduc e as escolas já se preparam para o início do período letivo de 2022.

“Estamos caminhando para encerrar este ciclo e nos preparando para o início do período letivo de 2022. Inclusive, o edital de matrícula já está aberto, com mais de 100 mil novas vagas que estamos disponibilizando para todo o Estado, e nossa intenção é, já no mês de fevereiro, iniciar as aulas, em 2022”, enfatiza Ellen Gera.

Seduc avalia como positiva a participação dos piauienses no Enem 2021

O secretário da Seduc, Ellen Gera, falou sobre o desempenho dos candidatos piauienses nos dois dias de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021. Somando as duas etapas, o Estado teve 75% de candidatos realizando as provas, o maior percentual de todo o país. Ele atribuiu a baixa participação dos estudantes devido à pandemia.

Aqui no Piauí, 81 mil estudantes estavam habilitados para fazer as provas do Enem. Mais uma vez o Piauí teve um destaque, com a maior taxa de presença, em torno de 75%. Temos que observar o número de inscritos. Nacionalmente, houve uma queda rigorosa. Já chegamos a trabalhar o Enem com 6 milhões de inscritos e agora fizemos um Enem com pouco mais de 3 milhões. Isso é resultado, com certeza, da pandemia, mas acreditamos que o Ministério da Educação deveria ter trabalhado de uma forma focada nesta busca ativa para incentivar o estudante”, pontua o secretário de Educação do Piauí.

Segundo balanço divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), o Piauí teve o maior índice de comparecimento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). No segundo dia de aplicação, ocorrido no último domingo (28), 75,3% dos candidatos estiveram presentes nos locais de prova. Dos 72.170 inscritos, mais de 54 mil compareceram.

No primeiro dia do exame, ocorrido em 21 de novembro, o estado já havia alcançado a segunda colocação no índice de presença dos candidatos. De acordo com o Inep, 78,2% dos candidatos haviam comparecido aos locais de prova, o estado ficou atrás somente do Rio Grande do Norte, que registrou presença de 78,3%. A taxa de abstenção no primeiro dia prova impressa do Estado ficou na casa dos 21,8%, a segunda menor do país.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário