Alepi: CCJ aprova a inclusão de jornalistas na prioridade para vacina contra a Covid-19

Serão contemplados pelo projeto apenas os profissionais que atuam nas redações, sobretudo aqueles que desempenham atividades relacionadas à cobertura da pandemia do novo coronavírus.

13/05/2021 12:23h - Atualizado em 13/05/2021 12:35h

Compartilhar no

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), votou favorável ao projeto de lei que inclui jornalistas na lista de prioridade da vacinação contra a covid-19. 


Leia também: Servidores do HU entram em greve e serviços são afetados em Teresina

Serão contemplados pelo projeto apenas os profissionais que atuam nas redações, sobretudo aqueles que desempenham atividades relacionadas à cobertura da pandemia do novo coronavírus. Os jornalistas que trabalham de home office não serão incluídos no grupo prioritário.

Foto: Divulgação/Alepi

O projeto, de autoria do deputado Júlio Arcoverde (Progressistas), será encaminhado para Comissão de Educação, Cultura e Saúde (CECS), que também deverá emitir um parecer, e em seguida seguirá para votação no plenário da Alepi. 

A proposta apresentada pelo parlamentar progressista considera que a atividade jornalística é essencial na pandemia. “Prioridade na campanha de vacinação, no estado do Piauí, os jornalistas que não estejam em regime de trabalho home office”, afirmou o deputado Júlio Arcoverde.

Para ter direito à vacinação, o profissional terá que comprovar o regime presencial de trabalho, inclusive a jornada diária, seja através do contrato de trabalho ou declaração do empregador.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: Com informações da Alepi.

Deixe seu comentário