Advogado é condenado a 11 anos de prisão por estuprar diarista

Jefferson Moura Costa responde a pelo menos outros dois processos na Justiça e em um deles, é réu por homicídio.

06/12/2021 11:43h

Compartilhar no

O advogado Jefferson Moura Costa foi condenado a 11 anos e 3 meses de prisão em regime fechado por ter estuprado a diarista que fazia faxina em seu apartamento. O julgamento do advogado ocorreu na última terça-feira, 02 de dezembro.

No dia do crime, em 14 de julho deste ano, o advogado chegou a ir até a casa da vítima buscá-la para fazer uma faxina. No entanto, ao chegar ao apartamento do advogado, a mulher foi estuprada pelo réu. Para fugir, a vítima precisou pular da varanda e pedir ajuda para os moradores do condomínio, que acionaram a polícia.

Foto: Reprodução

Além do estupro, Jefferson Moura Costa responde a pelo menos outros dois processos na Justiça e em um deles, é réu por homicídio. Jefferson é apontado como sendo o autor do assassinato do cabo do Exército Arione de Moura Lima em crime ocorrido na cidade de Picos em 25 de abril de 2010.

Durante o julgamento da semana passada, o juiz João Antônio Bittencourt Braga Neto, da 3ª Vara Criminal de Teresina, confirmou a manutenção da prisão do condenado. O réu não pode recorrer da sentença em liberdade.


É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário