• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

A cada dois minutos, um homem faz procedimento estético no Brasil

Preocupados cada vez mais com a aparência, eles procuram especialmente intervenções faciais.

25/01/2020 09:12h - Atualizado em 25/01/2020 09:33h

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica,cada dois minutos, um homem faz um procedimento estético. Preocupados cada vez mais com a aparência, eles procuram especialmente intervenções faciais. No consultório do cirurgião plástico William Machado, em Teresina, a demanda deste público cresce, apesar de ainda tímida.

Leia também: 

Eles se cuidam: Intervenções estéticas ganham espaço entre homens

Empresária investe na oferta de serviços estéticos para homens há 20 anos 

Cirurgias plásticas mais realizadas por homens 

“O mercado masculino vem crescendo muito, mas é claro que a procura maior ainda são de mulheres. A maioria dos homens procura procedimentos mais simples, como preenchimento, botox, harmonização do rosto, ou cirurgias como a rinoplastia (nariz) ou otoplastia (orelha)”, destaca o médico.

Com o avanço da tecnologia, os procedimentos estão cada vez menos invasivos, e as cicatrizes ficam mais discretas ou até inexistentes. Soma-se a isso a rápida recuperação, e, dependendo do procedimento cirúrgico, o homem pode voltar ao seu trabalho no mesmo dia. Ou seja, a cirurgia plástica pode contribuir para correção de disfuncionalidades, melhoria da estética, e dá ao homem mais segurança e eleva sua autoestima.

Segundo William Machado, o público que tem buscado com maior frequência as intervenções cirúrgicas é variado. Alguns homens, ainda na adolescência, já se submetem à otoplastia para correção do incômodo com o formato da orelha. Com o passar do tempo, as intervenções mais procuradas já são harmonização facial, rinoplastia, entre outras.

Como toda cirurgia, a plástica também envolve cuidados pré e pós ser realizada. Para passar por mudanças, a pessoa tem de estar com a saúde equilibrada e realizar todos os exames necessários.

Por: Glenda Uchôa - Jornal O DIA

Deixe seu comentário